PUBLICIDADE
Topo

Mocotó é alvo de preconceito e chef Rodrigo Oliveira responde: 'perigoso'

Rodrigo Oliveira, chef do Mocotó - Comgas
Rodrigo Oliveira, chef do Mocotó Imagem: Comgas

De Nossa

20/06/2022 10h00

O chef Rodrigo Oliveira viu seu restaurante no centro de um debate sobre preconceitos e as fronteiras da gastronomia neste domingo (19) depois que uma cliente enviou uma mensagem em que se diz decepcionada com a "localização tão perigosa e precária" do estabelecimento, situado na Vila Medeiros, na zona norte de São Paulo.

"Fomos em 16 pessoas. Ficamos com muito medo do local do seu restaurante. Nunca imaginaria que você tão famoso ficaria num bairro assim. Desculpa", relata a freguesa do Mocotó Restaurante identificada apenas como Sandra.

Ela ainda sugere que Rodrigo se mude para o bairro em que mora. "Somos do Tatuapé e vamos torcer para abrir um restaurante aqui neste bairro maravilhoso e cheio de restaurantes bons e de nome iguais ao seu. Pensa nisso", oferece.

"Quando li a mensagem antes do almoço fiquei incrédulo, quase achando graça daquele texto. Mas quando decidi responder publicamente, aí fiquei muito mal. Ano que vem já serão 30 anos meus no Mocotó e 50 de restaurante, não esperava ouvir isso a essa altura", contou Rodrigo Oliveira a Nossa.

O chef respondeu publicamente à queixa da cliente. "Justamente por existir gente que ainda pensa como você que continuamos morando e empreendendo na Vila Medeiros. Assim, quem sabe um dia nosso bairro vai estar (ainda mais) cheio de negócios de sucesso e de oportunidades pras pessoas que vivem aqui".

Nasci e cresci nesse bairro, estudei e trabalhei a vida toda aqui, estou na Vila até hoje. Demorei para entender que existiam outras 'São Paulo', mas a verdade é que a desigualdade é tão grande quanto a cidade. Mas vamos continuar na luta, pois não se trata de ser o melhor do mundo e sim de como fazer o mundo melhor" Rodrigo Oliveira, em depoimento a Nossa

Apoio nas redes

Rodrigo recebeu apoio de expoentes da gastronomia no Instagram, como o chef Rodolfo de Santis, do Nino Cucina, e Luiz Felipe Sousa, chef executivo do Evvai, casa que possui uma estrela no Guia Michelin. Juliana Nardelli, participante do MasterChef 2021, disse ter se sentido acolhida no Mocotó.

"Pois eu fui de Santa Catarina para São Paulo. Aproveitei que cheguei por Guarulhos, fui de Uber com uma mala gigante e cheguei direto no Mocotó na Vila Medeiros. Me senti tão acolhida! Minha mala guardada numa escada... e todos muito gentis. Não vi perigo algum, só ambiente familiar e muito amor", relatou.

O ator Regis Sodré fez coro. "Eu já estive algumas vezes no Mocotó e não encontrei este lugar tão perigoso assim que ela fala...".

Parceiro de Nossa

O chef Rodrigo Oliveira foi o primeiro curador de Nossa, na temporada Entornos, em que ele destacava justamente restaurantes como o seu Mocotó — de gastronomia de alto nível localizados longe dos grandes centros. O tema deu origem à série 'Comendo pelas Beiradas', disponível no canal do YouTube de Nossa, com a história de bares e restaurantes e seus pratos e petiscos famosos.

É preciso colocar foco sobre a diversidade e riqueza do que é feito nas beiradas de metrópoles, transpor essa fronteira", contou no início do projeto, em março de 2020.

Seu caldo de mocotó, um prato tipicamente nordestino, fez da casa uma estrela não só em São Paulo, mas no Brasil.

"A experiência ali não se resume em sentar e comer. É uma conexão com um país, uma gente, uma cultura, uma paleta de cores, sabores e valores que você não encontrará em outro lugar", comentou à nossa reportagem o chef Alex Atala, do D.O.M., um dos quatro restaurantes brasileiros a alcançar as cobiçadas duas estrelas no Guia Michelin.