PUBLICIDADE
Topo

Casal vindo da África do Sul é preso após 'fugir' da quarentena em Amsterdã

O casal chegou ao aeroporto de Schiphol (foto) em Amsterdã na sexta, de um voo de Johannesburgo. Eles foram presos em flagrante já dentro de um avião que partiria para a Espanha no domingo - Reuters
O casal chegou ao aeroporto de Schiphol (foto) em Amsterdã na sexta, de um voo de Johannesburgo. Eles foram presos em flagrante já dentro de um avião que partiria para a Espanha no domingo Imagem: Reuters

De Nossa

29/11/2021 11h32

A polícia holandesa prendeu ontem (28) um casal de viajantes oriundos da África do Sul que "fugiram" da quarentena obrigatória exigida pelo governo do país para o combate à variante ômicron do coronavírus.

Segundo a Marechausse, a polícia militar holandesa, o casal "escapou" de um hotel designado como local de quarentena, mas não foi divulgado se eles haviam testado positivo para a covid-19 ou como foi identificada a fuga.

Eles foram presos em flagrante já dentro de um avião que partiria para a Espanha às 18h, horário local, informou a polícia à CNN americana. As autoridades holandesas avaliarão se os turistas vão ser legalmente acusados de colocar em risco a segurança e a saúde públicas.

A porta-voz da GGD (agência de saúde pública local), Stefanie Van Waardenburg, confirmou também à emissora que o homem espanhol de 30 anos e a esposa, uma mulher portuguesa de 28 anos, chegaram ao aeroporto Schiphol, em Amsterdã, na sexta-feira (26) de um voo saído de Johannesburgo.

Dentre os 600 passageiros deste mesmo voo e de um outro, também vindo do país africano até a Holanda, 61 passageiros já testaram positivo para a covid-19, sendo que 13 destes casos foram detectados como causados pela ômicron, que foi inclusa na lista da Organização Mundial de Saúde como mais nova variante de preocupação.

Todos devem cumprir a quarentena obrigatória. Desde sexta, as fronteiras dos Países Baixos estão fechadas para viajantes da África do Sul e outros países da mesma região do continente.