PUBLICIDADE
Topo

Companhia usa máquina de brinquedo para vender voos para destinos surpresa

A Peach Aviation agora usa estas máquinas de brinquedo para vender passagens "misteriosas" - Reprodução/Instagram
A Peach Aviation agora usa estas máquinas de brinquedo para vender passagens "misteriosas" Imagem: Reprodução/Instagram

De Nossa

23/10/2021 08h56

A companhia áerea japonesa Peach Aviation está usando máquinas de brinquedos — daquelas muito comuns em shoppings e parques de diversões — para vender passagens para destinos desconhecidos pelo viajante.

Após realizar a compra na máquina, da mesma forma como se pagaria por uma pelúcia ou um chiclete, uma cápsula é liberada. (Sim, a bolinha rosa na foto). Ao abri-la, o passageiro descobre finalmente para onde viajará.

A ideia tem feito sucesso com os japoneses desde seu lançamento em agosto, segundo o jornal The Japan Times. E nem mesmo a equipe da companhia esperava que a iniciativa de viajar para um local desconhecido pudesse ter algum apelo com o público.

"Achávamos que seria ótimo se conseguíssemos vender uma cápsula or dia. De repente, ela ficou em alta nas redes sociais e, nós, bastante surpresos", disse Shuntaro Kosasa, gerente de marca da empresa à publicação.

Até a última semana, a companhia já havia vendido mais de 3 mil cápsulas, cerca de 150 por dia, por 5 mil ienes cada. Isto é, em torno de R$ 250, em cotação de hoje. No entanto, o valor não cobre o total da passagem.

O passageiro recebe com a cápsula não só o seu destino como cerca de 6 mil pontos — cada um é equivalente a um iene — em descontos para a compra da passagem. O Japan Times estima que a cápsula represente, na compra final, uma economia de mil ienes, ou R$ 50.

A Peach rebateu o jornal e afirmou que algumas cápsulas oferecem mais do que 6 mil pontos, embora este seja o valor médio da compra de uma passagem em promoção para destinos domésticos em seu site. Há destinos que chegam a custar 3.500 ienes, ou R$ 175.

Por enquanto, só há duas máquinas em funcionamento, em lojas de departamento de Tóquio e Osaka. No entanto, a companhia aérea tem planos de inaugurar uma terceira em Shibuya em dezembro e informou o Japan Times que está estudando a possibilidade de instalar ainda mais nos meses seguintes.