PUBLICIDADE
Topo

Israel irá exigir terceira dose de visitantes para entrada em restaurantes

Estabelecimentos em Tel Aviv (foto), em Israel, assim como no resto do país devem exigir o novo documento já nos próximos dias - Maremagnum/Getty Images
Estabelecimentos em Tel Aviv (foto), em Israel, assim como no resto do país devem exigir o novo documento já nos próximos dias Imagem: Maremagnum/Getty Images

De Nossa

05/10/2021 12h39

Israel exigirá a terceira dose ou dose de reforço de visitantes para obter o "passe verde", como é chamado no país o passaporte da vacina que permite a entrada em locais públicos fechados como restaurantes, bares, museus e etc.

A exigência foi anunciada pelo Ministério da Saúde no domingo (3) e já está em vigor. Passes emitidos anteriormente, mesmo que ainda estejam dentro da validade, devem ser substituídos pelo novo documento que comprove o reforço há pelo menos uma semana.

O órgão ainda frisou que a emissão do passe para vacinados fora de Israel depende não só do número de doses, mas da apresentação de resultado de exames do tipo PCR e sorológicos realizados em território israelense, além do PCR negativo realizado até 72 horas antes do desembarque já exigido anteriormente.

Estabelecimentos foram orientados a aceitar o certificado antigo nos próximos dias, contudo, pois o sistema de emissão dos passes está sobrecarregado.

Serão considerados completamente vacinados com duas doses todos os indivíduos que não se enquadram nas regras para receber a terceira dose no Estado de Israel. No país, cidadãos com mais de 12 anos podem receber a dose de reforço da vacina Pfizer.

Recuperados da covid-19 há pelo menos seis meses, tendo recebido pelo menos uma dose de imunizante ou não, se qualificam também para o passe. É preciso provar com um "certificado de recuperação" e com um teste do tipo PCR anterior que foi infectado e se curou da doença.

Indivíduos que se enquadrem nestas regras terão seus documentos válidos por seis meses.

Já aqueles que apresentarem um exame sorológico positivo para a covid-19 nos últimos seis meses, mas não foram vacinados antes do exame e receberam pelo menos uma dose após podem solicitar um passe válido até 31 de dezembro de 2021. Crianças menores de 12 anos e 3 meses que testaram positivo em um exame sorológico também poderão obter o passe por três meses.

É possível ainda obter o passe temporário, válido por 24 horas, com um teste negativo do tipo PCR para a covid-19. Até o momento, 37% da população de Israel já recebeu a dose de reforço, segundo a agência Reuters.