PUBLICIDADE
Topo

Bianca Del Rio, a drag queen que venceu o RuPaul's e fez looks para Madonna

Bianca Del Rio fala em entrevista para Nossa sobre como a moda faz parte de sua carreira e as apresentações no Brasil, em 2022 - Divulgação
Bianca Del Rio fala em entrevista para Nossa sobre como a moda faz parte de sua carreira e as apresentações no Brasil, em 2022
Imagem: Divulgação

Gustavo Frank

De Nossa

17/09/2021 04h00

Bianca Del Rio é, hoje, um dos maiores nomes do universo drag e da comunidade LGBTQIA+, arrastando multidões por onde passa e lotando casas de espetáculos como a Wembley Arena, em Londres, e o Carnegie Hall, em Nova Iorque. A artista chegou a ser considerada pelo jornal The New York Times como "a Joan Rivers do mundo drag".

Um dos pilares para que ela tenha alcançado tal fama — e vencido o reality show "RuPaul's Drag Race" — é a moda. E, ainda além, como ela se comunica por meio do estilo.

"A moda faz parte de mim", conta ela em entrevista para Nossa. "É como uma embalagem para a minha performance. Faço as minhas roupas... Ou melhor, faço tudo para mim. Tem que pensar em um grande nível, mas tem que ser algo prático também, principalmente porque estou sempre viajando para fazer shows".

A drag queen Bianca Del Rio - Divulgação - Divulgação
A drag queen Bianca Del Rio
Imagem: Divulgação

A paixão pela máquina de costura e a produção de seus próprios figurinos começou cedo, ainda na adolescência, aos 15 anos. Roy Haylock, como é reconhecido quando está sem toda as roupas e maquiagens para suas perfomances, descobriu cedo que, a partir da técnica da costura, viria a se tornar um ícone ao redor do mundo.

"Foi nessa época oi quando comecei a levar a sério. Eu tenho 46, então já tem um tempo que eu estou nesse universo", brinca ele durante o bate-papo.

A maioria das coisas que fiz foi para a Broadaway. Foram meus principais trabalhos nesse ramo. Acabou sendo um grande casamento para minha carreira"

Entre os seus trabalhos mais memoráveis está a confecção de roupas para Madonna. O trabalho para a "rainha do pop" aconteceu durante a turnê "The MDNA Tour", no ano de 2012.

"Tive a oportunidade de fazer sete ou oito jaquetas para ela. Foi demais. Eu sou um grande homem gay, então estava gritando o tempo todo", relembra ele, ao mencionar o tempo em que prestou serviços a uma companhia de roupas em Nova York, nos EUA. "Foi uma daquelas coisas que precisamos fazer muito rápido, nós tínhamos pouco tempo".

Sempre fui um fã de Madonna, mas muitas pessoas não sabem que ela é uma mulher muito pequena. Todo mundo é pequeno no show business, menos a RuPaul".

Em 2014, Bianca integrou o time das drags que competiriam pelo trono da maior drag queen do mundo — o que propõe o reality show "RuPaul's Drag Race". A vitória no programa elevou a sua carreira e a transportou para os palcos das principais casas de show, nos quais faz shows de stand-up comedy.

Quando questionada se, assim como no roteiro dos seus shows, ela é de alguma forma política com a moda, a drag rebate: "Não vejo a moda como politica, o meu rosto exerce esse papel. Se você se refere a um homem usando um vestido, sim, é uma forma política de me expressar. Mas eu não sou muito política com minhas roupas, mas com minha voz".

O foco está em manter a praticidade dos seus looks: nada que distraia muito o seu público, afinal, ela "não está dançando ou cantando".

"É importante lembrar que eu sou uma drag que faz stand up comedy, você precisa de algo que funcione para o palco, chame a atenção, mas não distraia", opina. "Eu sou bem prática comparada a outras drag queens. Você não quer algo que leve muito tempo e seja uma barreira. É preciso pensar pratica e cores que funcionem dentro do show".

Eu sou inspirada por tudo a minha volta. Como drag queen, nós temos muitos designers que criam looks. Eu não sou essa. Prefiro criar as minhas, eu gosto de coisas práticas. Eu faço stand-up comedy, não quero ficar muito extravagante".

Vinda ao Brasil

Bianca Del Rio - Divulgação - Divulgação
Bianca Del Rio
Imagem: Divulgação

São os shows de stand-up comedy que trarão Bianca Del Rio ao Brasil em 2022. As apresentações acontecerão no Teatro Bradesco, em São Paulo; na Ópera de Arame, em Curitiba; no Teatro Topázio, em Belo Horizonte; no Vivo Rio, no Rio de Janeiro; e no Teatro Bourbon Country, em Porto Alegre. Do dia 31 de março até 16 de abril.

"Eu sei que as pessoas brasileiras são entusiastas, assim como eu sou", comemora a drag sobre a vinda.

A parte favorita dela no Brasil? As pessoas. "O que mais gosto são os brasileiros, obviamente. Elas são irreais, estão sempre apoiando. E, claro, sabem como festejar".

Assim como com o figurino, todo em preto e amarelo, as apresentações virão revigoradas pela criatividade alcançada pela artista durante a pandemia.

"Tive tempo para pensar sobre como seria. Tinha muita coisa acontecendo, boas e ruins, então fiquei muito sozinha e refleti" relembra, "Assisti muita coisa na Netflix, comi e bebi muito. Eu estou animada para ver gente de novo. Eu normalmente odeio pessoas, mas agora não mais".