PUBLICIDADE
Topo

Como combinar vinhos com pratos típicos de Natal e Ano Novo

Ceia fica ainda melhor harmonizada com vinhos - Getty Images
Ceia fica ainda melhor harmonizada com vinhos Imagem: Getty Images

De Nossa

18/12/2020 10h28

A experiência de jantar no Natal e no Ano Novo pode ficar ainda mais interessante ao pensar além da comida. Isso porque as bebidas, como os vinhos, ajudam a destacar sabores de pratos, se a harmonização é feita corretamente.

As especialistas Cibele Siqueira e Paula Daidone, sommelières do clube de assinaturas Wine, indicam quais as melhores combinações para cada receita feita com frequência no fim de ano.

Peru, chester e outras aves natalinas

Pelo sabor relativamente neutro da carne, quem determina o que vai na taça são os acompanhamentos e o molho que vai ao prato. "Em geral, vinhos brancos, secos e com acidez média são os mais indicados, como chardonnay e chenin blanc. Mas se a ave for servida com frutas vermelhas ou pretas, farofa com bacon ou algum outro acompanhamento mais corpulento, um tinto de leve a médio corpo vai bem, como grenache, sangiovese, barbera ou merlot".

Chester com molho de laranja

Dificuldade Fácil
8 porções
150 min
Ver receita completa

Tender

O gosto acentuado e o fato de geralmente ser servido com frutas pede vinhos frutados e adocicados de leve. "Por ter um toque defumado, o tender vai bem com vinhos com alguma passagem por barrica. Brancos encorpados, como chardonnay, semillon e Fernão Pires, ou tintos médios meio-seco das castas merlot, grenache, primitivo ou um espumante demi sec".

Bacalhau

Bacalhau - harmonização - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Bacalhau: vinhos com acidez costumam fazer bonito
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Peixes geralmente vão bem com vinho branco, mas no caso do bacalhau quem manda são os ingredientes da receita e o modo de preparo. "Um lombo de bacalhau assado, por exemplo, por conta de sua textura fibrosa, suporta um tinto médio. Já uma salada de bacalhau ou bolinho de bacalhau vão melhor com um branco de boa acidez, como um Alvarinho, casta nobre de vinho portugueses".

Salpicão

Gorduroso e cremoso, o prato combina frango e maionese. Para equilibrar a gordura, a presença de acidez no vinho é essencial. O corpo também não pode ser tão leve para que a maionese não se sobreponha à bebida. Chardonnay, viognier, chenin blanc, semillon e Fernão Pires ou espumante brut estão entre as opções que cumprem o papel.

Pernil, lombo e outras carnes de porco leves

Tanino é essencial para neutralizar a gordura da carne de porco. Pensando nisso, escolhas certeiras são merlot, carménère e grenache. Rosés com coloração escura ou de castas mais tânicas também entram na jogada. São eles: syrah, malbec e cabernet sauvignon.

Lombo suíno ao molho de manga

Dificuldade Fácil
1 porções
120 min
Ver receita completa

Lentilha

A leguminosa faz parte de crenças e tradições da passagem do ano. O sabor levemente terroso é par ideal para a uva pinot noir, numa harmonização por semelhança. Mas já que é época de Ano Novo está liberado tomar espumante para acompanhar. De preferência, rosé brut.

Lentilha Refogada com Amêndoas e Especiarias

6 porções
50 min
Ver receita completa

Panetone

O recheio dá os caminhos para as combinações. Os tradicionais, com recheio de frutas cristalizadas, fazem bom par para vinhos de colheita tardia, como Porto branco ou espumante moscatel. Aqueles cheios de chocolate, castanhas ou mesmo frutas secas harmonizam melhor com Porto Tawny.

Rabanada

Rabanada - harmonização - Getty Images - Getty Images
Rabanada: com muita canela ou muito açúcar?
Imagem: Getty Images

Assim como em outros casos da lista, a gordura da fritura faz com que a acidez elevada seja bem-vinda. Para rabanadas bem docinhas, o moscatel é uma boa opção.Quem capricha na canela polvilhada por cima consegue colocar na taça o Porto Tawny.

Rabanada com doce de ovos

Dificuldade Fácil
10 porções
60 min
Ver receita completa