PUBLICIDADE
Topo

Após 7 meses, Argentina reabre fronteiras para Brasil e países vizinhos

Por enquanto, os turistas só poderão ficar na cidade de Buenos Aires, sem se deslocar para outros pontos do país - Getty Images
Por enquanto, os turistas só poderão ficar na cidade de Buenos Aires, sem se deslocar para outros pontos do país Imagem: Getty Images

Luciana Taddeo

Colaboração para Nossa, de Buenos Aires, Argentina

27/10/2020 13h21

Após mais de sete meses com as fronteiras fechadas, a Argentina permitirá, a partir da próxima sexta-feira (30), a entrada de turistas de países limítrofes, entre eles o Brasil, em seu território. A informação foi confirmada para Nossa pelo Ministério de Turismo do país.

Por enquanto, os turistas só poderão ficar na cidade de Buenos Aires, sem se deslocar para outros pontos do país. Devido à pandemia, a entrada dos turistas dependerá da apresentação de um teste PCR com resultado negativo para o coronavírus, uma declaração legal preenchida eletronicamente e um seguro de saúde com cobertura de casos de covid-19.

Os brasileiros, assim como turistas do Chile, do Paraguai e da Bolívia, somente poderão entrar no país por via aérea, chegando pelo Aeroporto Internacional Ministro Pistarini, em Ezeiza, na Grande Buenos Aires. Já os uruguaios poderão chegar nos barcos que fazem a travessia do Rio da Prata, pelo terminal da empresa Buquebus.

Em comunicado, o ministério do Interior do país informa que a declaração legal eletrônica com informações sanitárias deve ser preenchida dentro das 48 horas prévias à viagem. Todos os requisitos devem ser exigidos pelas companhias aéreas e de transporte fluvial antes do embarque, sob risco de multa da empresa no caso de descumprimento.

Em uma entrevista de televisão argentina, a Diretora Nacional de Migrações afirmou que foi definido que o Aeroporto de Ezeiza receberá uma aeronave a cada 40 minutos, para que não haja aglomerações nem filas. Também com esta finalidade, se necessário, os passageiros esperarão sentados no avião e haverá uma saída ordenada para evitar o acúmulo de passageiros no salão do aeroporto.

Na chegada ao aeroporto serão realizados controles sanitários. E o resultado do PCR deve ser realizado dentro de 72 horas antes do embarque, segundo informação da Direção de Migrações da Argentina.

Além disso, a Argentina continuará exigindo a aplicação de medidas sanitárias obrigatórias, como distância social, medição de temperatura, utilização de máscara, entre outras.