PUBLICIDADE
Topo

Arrumar-se para ficar em casa ajuda na rotina da quarentena

Colocar uma roupa de que goste pode ser uma das medidas para cuidar da autoestima em tempos de isolamento  - iStock
Colocar uma roupa de que goste pode ser uma das medidas para cuidar da autoestima em tempos de isolamento
Imagem: iStock

Gustavo Frank

De Nossa

01/04/2020 04h00

Há algumas semanas, abrir o Instagram e dar de cara com os "looks do dia" era bem comum. Hoje, enquanto a população enfrenta a quarentena, a hashtag perdeu espaço na rede social. Afinal, quem se arruma dos pés à cabeça para ficar em casa durante a quarentena?

A negativa para essa pergunta não deveria ser tão óbvia.

Isso porque tirar o pijama e colocar uma roupa mais arranjada pode ser uma das medidas adotadas para cuidar da autoestima e, consequentemente, da saúde mental em tempos de isolamento em consequência do coronavírus.

"Estamos acostumados com uma dinâmica de vida em que nos arrumamos para sair de casa para poder trabalhar ou encontrar amigos", conta Yuri Busin, psicólogo e doutor em neurociência do comportamento pela Universidade Presbiteriana Mackenzie ao Nossa. "A gente se arruma, em primeiro cenário, para nós mesmos e não pelo outro. Só por estar em casa vai largar mão disso? Pelo contrário. É importante se cuidar para transformar o ambiente de casa como se fosse o externo, a fim de tornar esse clima de estresse mais ameno".

"Manter minha rotina de autocuidado me mantém sã"

Tatiana Ganme - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Tatiana aproveita o fato de que o trabalho às vezes exige chamadas por vídeo para continuar a rotina de autocuidado
Imagem: Arquivo Pessoal

Tatiana - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
A consultora investe em looks com sofisticação (uma de suas preferências) e conforto para ficar em casa
Imagem: Arquivo Pessoal

Tatiana Ganme, que trabalha com consultoria de planejamento estratégico, lida com moda e sempre a enxergou como uma diversão, mas agora brinca que a decisão de se arrumar para ficar em casa "virou status de resistência".

"Me vestir mais apropriadamente faz com que eu me sinta bem comigo mesma. Dessa forma, mantenho minha rotina, inclusive de autocuidado. Me mantém sã", opina. "Os últimos dias foram assim. Até porque atendo clientes através de chamada em vídeo".

"Me arrumar diminui a sensação de estar confinada"

Julia Storch - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Na Holanda, Julia Storch criou uma rotina de se vestir para ficar em casa durante a quarentena
Imagem: Arquivo Pessoal

Julia Storch - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
A jovem deixou o pijama de lado e opta hoje por um visual mais confortável e estiloso
Imagem: Arquivo Pessoal

Julia Storch, estudante que vive em Maastricht, na Holanda, também é uma das adeptas. A brasileira, em quarentena desde o dia 13 de março, aproveita a estadia em casa para usar algumas das peças que adquiriu pouco tempo antes do isolamento.

"Aqui, só os serviços essenciais estão abertos, como o mercado, farmácia e alguns restaurantes para delivery e take away", conta. "Tirar o pijama e colocar um lookinho, como se fosse sair, dá uma sensação menor de que você não pode sair de casa".

"Colocar uma roupa que curto é um hábito gostoso para o cotidiano"

João Cardozo - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
João é um dos adeptos do hábito de se arrumar para a quarentena para dar continuidade à rotina
Imagem: Arquivo Pessoal

João Cardozo - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
O publicitário brasileiro aposta nas roupas esportivas, que unem conforto e uma tendência atual
Imagem: Arquivo Pessoal

João Cardozo, publicitário brasileiro que vive em Lisboa, Portugal, está trabalhando de casa há três semanas e tem apostado no estilo comfy para curtir a própria companhia.

"De fato, colocar uma roupa de que você goste e, ao mesmo tempo, seja mais confortável que aquela que você usaria para ir ao escritório é um hábito gostoso do dia a dia na quarentena", conta. "De uns anos para cá, vim cada vez mais usando e comprando roupas esportivas. Visualmente me agrada e me identifico. Além disso, algumas peças dessas coleções são versáteis, confortáveis e muitas vezes bem lindas".

"Coloco uma roupa bonita e confortável para me sentir produtiva"

Julya Vendite - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Julya investe na troca de roupas como uma aliada para o bem-estar dentro de casa
Imagem: Arquivo Pessoal

Moradora da região central de São Paulo, Julya Vendite reorganizou o guarda-roupa para as novas práticas.

"Eu tenho feito uma rotina com espaço para que eu possa me arrumar, assim, eu coloco minha cabeça para me organizar, o que faz com que me sinta bem comigo mesma. Visto uma roupa bonita e confortável para me sentir produtiva".

Passarela nas redes sociais

Essa é a proposta do perfil Working From Home Fits, no Instagram. Com mais de 17 mil seguidores, a conta reúne fotos de usuários que estão investindo nos looks para ficar em casam de forma descontraído, estilosa e divertida.