PUBLICIDADE
Topo

China restringe viagens de sua população ao exterior por covid-19

O Yiheyuan, também conhecido como Palácio de Verão, palácio localizado em Pequim, China - Getty Images/iStockphoto
O Yiheyuan, também conhecido como Palácio de Verão, palácio localizado em Pequim, China Imagem: Getty Images/iStockphoto

da AFP, em Pequim

04/08/2021 09h22

A China anunciou nesta quarta-feira (4) restrições a seus cidadãos que viajarem para o exterior, em meio a uma nova onda de contágios por covid-19 no país.

O coronavírus estava praticamente erradicado na China, e a vida seguia em ritmo normal, em comparação com os primeiros meses de 2020.

Novos casos de coronavírus foram detectados, porém, em julho, em Nankin (leste), um foco que se propagou rapidamente para 18 províncias do país.

Para controlar o surgimento de novos casos, os serviços de imigração deixarão de expedir, temporariamente, passaportes e outros documentos necessários para viajar para fora do país, "a menos que exista uma razão imperiosa", afirmou o diretor do departamento de imigração, Liu Haitao.

A China registrou 71 novos casos nas últimas 24 horas, o que equivale ao número de contágios diários com origem local no mês de janeiro.

Embora os novos casos sejam relativamente reduzidos na comparação com outros países, a extensão geográfica do novo foco é a mais importante dos últimos meses na China.