PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Juca: Flamengo é o brasileiro que poderia fazer jogo equiparável ao Bayern

Do UOL, em São Paulo

10/04/2021 04h00

O Flamengo disputa amanhã a Supercopa do Brasil, em busca do segundo troféu consecutivo da competição e o primeiro da temporada e o técnico Rogério Ceni tem diante do Palmeiras a oportunidade de testar diante de uma equipe grande as novidades apresentadas no futebol de sua equipe nas vitórias diante de Bangu e Madureira pelo Campeonato Carioca.

No podcast Posse de Bola #115, Juca Kfouri analisa a qualidade do time rubro-negro e afirma que o Flamengo é o único clube brasileiro hoje em condições de encarar um grande time europeu como Bayern de Munique e como fez diante do Liverpool no Mundial de Clubes de 2019, então sob o comando de Jorge Jesus.

"Eu queria fazer uma ponderação tirando as aspas e o guardado as devidas proporções em relação a Flamengo e Bayern de Munique. O Flamengo é o único time brasileiro capaz de jogar contra o Liverpool da maneira como jogou na final em 2019, é o único time brasileiro que hoje acho que poderia fazer um jogo equiparável ao Bayern de Munique, ao PSG, ao Manchester City, pelo time que tem, pelas opções que tem, pela qualidade que tem. Não vejo nenhum outro brasileiro com essas possibilidades", afirma Juca.

Em relação ao Palmeiras, adversário do Flamengo na decisão em Brasília, Juca afirma que a equipe seria mais perigosa se o técnico Abel Ferreira apostasse em Wesley para o ataque, lembrando que ele ficou no banco enquanto Willian jogou na vitória sobre o Defensa y Justicia, pela Recopa Sul-Americana.

"O Palmeiras teria com o elenco que tem, por exemplo, se jogasse com Wesley e com o Rony, ser muito mais perigoso e criativo até sem abdicar desta sua opção do jogo reativo. Não tem coragem de fazer isso. Na minha opinião, o Wesley é ainda mais jogador que o Rony, não tem ainda o mesmo poder de decisão que o Rony tem, mas é um jogador que, tudo indica, tem um futuro brilhante pela frente", diz Juca.

"Discordo do Abel Ferreira em manter a lentidão do Felipe Melo podendo ter os moleques no meio de campo e quero ver domingo como é que o Palmeiras vai segurar a velocidade do Flamengo com a lentidão que mostrou no jogo contra o Defensa y Justicia, conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol