PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Posse de Bola

Programa semanal de futebol com Juca Kfouri, Mauro Cezar Pereira, Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi


ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Posse de Bola #115: "Flamengo e Palmeiras fazem duelo de estilos diferentes"

Do UOL, em São Paulo

09/04/2021 13h02

Clubes que nas últimas temporadas rivalizam pelos principais títulos do futebol brasileiro, Flamengo e Palmeiras se enfrentam no domingo (11) pela Supercopa do Brasil, no primeiro título referente a 2021, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, com cada equipe tendo apresentado na última semana o que deve ser o estilo de jogo para todo o ano. No podcast Posse de Bola #115, os jornalistas Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi, Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira analisam o confronto, a forma como cada time poderá se portar e se há algum favoritismo.

Mauro Cezar afirma que é um confronto de estilos muito diferentes já há algumas temporadas, exceto pelo período no qual Abel Braga dirigiu o Flamengo, com o Rubro-negro adotando uma postura mais ofensiva e com a posse de bola, enquanto o Alviverde se caracteriza como um time reativo, que se defende bem e tenta explorar os contra-ataques em velocidade.

"É um duelo de estilos absolutamente diferentes e isso já vem acontecendo há algum tempo, tempos em que o Cuca era o técnico do Palmeiras, o Zé Ricardo no Flamengo já acontecia essa situação, com propostas bem distintas, isso seguiu com o Barbieri no Flamengo e o Felipão no Palmeiras, depois com a passagem do Mano, e aí o Mano e o Felipão caíram em derrotas para o Jorge Jesus", afirma o jornalista.

"O único momento em que o Flamengo tentou imitar o Palmeiras foi na fase em que contratou e manteve por um semestre aproximadamente o técnico Abel Braga, ali o Flamengo tentou ficar parecido com o Felipão, aliás, ali foi uma demonstração da nova diretoria então de desconhecimento sobre o próprio Flamengo e sobre o trabalho do técnico versus perfil dos jogadores que estavam sendo contratados, porque o Flamengo não contratava jogadores para jogar daquela maneira, o desenho não era esse", completa.

Mauro afirma que a questão na análise do Flamengo em relação ao Palmeiras não é pela força dos adversários enfrentados, mas a forma como cada time se porta independentemente de quem encara pela frente.

"Ninguém está dizendo que o Madureira é forte, a ressalva é feita quando se analisa os jogos que o Flamengo fez. A questão é a postura, a proposta, é isso o que a gente tem que olhar, acho eu. Qual é a proposta do Flamengo? É entrar em campo, ocupar o campo do adversário, desejar a bola o tempo todo e agredir, agredir e agredir. Não vai fazer isso 90 minutos contra muitos times porque é impossível em 90 minutos jogar assim, mas enquanto o gás permitir e enquanto a vantagem não for alcançada ou ampliada o time deverá jogar assim, pelo menos é isso o que ele sinaliza, se preparou durante duas semanas para jogar assim e ele apresentou isso", diz Mauro.

"Fosse o Flamengo um time com a mentalidade do técnico do Palmeiras, ao marcar um primeiro gol no Madureira, talvez recuasse para ter espaço, contra-atacar e marcar outros gols no Madureira. O Flamengo continua acampado no campo do adversário, Bangu, Madureira e será assim contra o Palmeiras com toda a certeza, e o Palmeiras vai jogar fechado, contra-atacando, o que não é proibido, é legítimo, mas eu acho que jogar contra uma equipe como o Defensa y Justicia daquela forma, encolhido, esperando, tendo um elenco maior, é o subaproveitamento de um elenco", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL