PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar: "Flamengo não faz busca do novo técnico de forma aleatória"

Do UOL, em São Paulo

27/07/2020 17h42

Sem técnico desde a saída de Jorge Jesus para o Benfica, o Flamengo conta com o vice-presidente de futebol Marcos Braz e o executivo de futebol Bruno Spindel na Europa conversando com os candidatos a assumir o clube. Depois da escolha bem-sucedida de Jesus no ano passado, o Rubro-negro faz um processo de escolha diferente em relação ao habitual dos clubes brasileiros, conversando com os técnicos para estudá-los e definir o mais adequado.

No podcast Posse de Bola #43, Mauro Cezar Pereira destaca o processo adotado pelos dirigentes que comandam o futebol do Flamengo como mais profissional e acredita que a definição do nome deve ocorrer nos próximos dias após as conversas com três candidatos desde o fim de semana, como o espanhol Domènec Torrent e o português Carlos Carvalhal.

"Eu acho que é interessante porque é uma busca, não por um nome aleatório ou com base meramente em um perfil traçado à distância, e sim uma tentativa de entender. Tem interesse? O que faria no Flamengo? Conhece o time? Quando se chegar a uma conclusão de que aquele cara tem condições e está disposto a dar sequência ao trabalho já iniciado, pode ser esse o nome", afirma Mauro Cezar.

"Eu acho bem melhor assim do que chegar naquele ritmo comum dos dirigentes brasileiros, que cai um técnico e o cara pensa 'quem é que está no mercado? Ah o fulano', aí ele liga para o cara, e o cara aparece no dia seguinte para dar treino. E de repente não tem nada a ver com o perfil do elenco, com o trabalho que vinha sendo feito quando esse trabalho deixa algum legado, e é o caso específico, é um time montado", completa.

Mauro Cezar acredita que o técnico que for contratado pelo Flamengo terá uma condição melhor do que a encontrada no ano passado por Jorge Jesus devido ao estágio do time, que além dos resultados de 2019, se reforçou e se manteve vencendo na temporada atual.

"Embora o tempo seja curto até a estreia do Brasileiro, o cara que for treinar o Flamengo está numa condição muito melhor do que estava o Jorge Jesus há um ano. Ele teve 20 dias para colocar o time do zero num estágio mínimo para enfrentar o Athletico-PR em Curitiba pela Copa do Brasil e foi eliminado no jogo de volta nos pênaltis, ou seja, conseguiu ainda arrumar o time minimamente e a partir dali a história a gente já conhece", diz o jornalista.

"O cara que chegar vai encontrar o time pronto, ele não vai ter esse trabalho todo. No primeiro momento é manter mais ou menos tudo como está, e depois você vai percebendo mudanças necessárias, fazendo os ajustes e fazendo o seu trabalho normalmente, não é nenhum bicho de sete cabeças para algum técnico minimamente competente, minimamente experiente", completa.

Flamengo tem concorrência de clube português por Carvalhal

Entre os treinadores observados pelo Flamengo, um dos destaques é o português Carlos Carvalhal, que comandou o Rio Ave e conseguiu classificar o clube para a Liga Europa. Além do clube brasileiro, o treinador despertou o interesse do Braga, o que poderia dificultar a troca de Portugal pelo Brasil. Outro nome que agrada mas não se mostra próximo no momento é o de Leonardo Jardim, ex-técnico do Monaco.

"Carlos Carvalhal, que conseguiu levar o Rio Ave à Liga Europa nesse final de semana e é um nome bem cotado, teria proposta do Braga, ele mora inclusive lá na cidade. No caso, tem o Leonardo Jardim que deu sinais de que não teria interesse em sair da Europa, mas lá em Portugal o pessoal comenta bastante também que ele não vive seu melhor momento, sua grande fase foi há três anos, quando ele dirigia no Monaco, e eliminou o City do Guardiola da Liga dos Campeões", diz Mauro.

"Mas muita coisa mudou de lá para cá. Ele saiu do clube, voltou e saiu de novo, então parece que não tem tanto mercado assim nesse momento, então não sei até que ponto poderão convencê-lo caso cheguem à conclusão de que ele é o melhor nome, mas nesses próximos dias deve sair", conclui o jornalista.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol