PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cortez e Patrick são julgados por confusão no Gre-Nal e liberados para atuar nas rodadas finais do Brasileirão

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

03/12/2021 18h39

Na tarde desta sexta-feira (03), Internacional e Grêmio receberam uma boa notícia em relação as rodadas finais do Campeonato Brasileiro. Bruno Cortez e Patrick, que haviam se envolvido em confusão após a vitória colorada por 1 a 0, foram julgados pelo STJD e liberados para atuar nos últimos jogos da dupla no Brasileirão.

O STJD, todavia, não deixou o lance passar em branco. Jogador do Internacional, Patrick foi julgado por provocar o rival ao levantar um “caixão” do tricolor, o que acabou acarretando na confusão com Cortez. Diante deste cenário, a justiça desportiva optou por suspender o meio-campista de uma partida, o que já foi cumprido na derrota vermelha para o Juventude.

Para saber tudo sobre o Internacional e o Grêmio, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Bruno Cortez, por sua vez, teve punição mais leve do que Patrick. Por ser a primeira acusação no tribunal, em um lance como esse, o lateral-esquerdo do Grêmio foi apenas advertido. Com isso, o jogador escapa da punição máxima de dez partidas e também poderá atuar nos dois últimos jogos do Tricolor no Campeonato Gaúcho.

A última punição possível, que era para os clubes, também não foi pesada. Internacional e Grêmio, que podiam receber multa pesada pela confusão entre Patrick e Cortez, acabaram liberados das acusações. Caso o STJD os responsabilizasse, ambos os clubes de Porto Alegre precisariam depositar um valor de até R$ 20 mil.

Nas rodadas finais, Bruno Cortez espera ajudar o Grêmio a escapar do rebaixamento, vencendo Corinthians e Atlético-MG, e ainda necessitando que os resultados paralelos, como derrotas de Athletico e Bahia, aconteçam. Já Patrick, por sua vez, quer colocar o colorado na próxima Libertadores, mas para isso precisa dos três pontos diante de Atlético-GO, no estádio Beira-Rio, e Red Bull Bragantino, em São Paulo.

Futebol