PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Goleada sofrida no clássico contra o Liverpool aumenta pressão no cargo de Rafa Benítez

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

02/12/2021 13h56

Rafael Benítez é criticado pela torcida após resultados negativo da equipe. O time do técnico espanhol chegou a oito jogos sem vitória na Premier League e está cada vez mais perto da zona de rebaixamento do campeonato. Na tarde de ontem (01), o Everton foi goleado pelo Liverpool por 4 a 1, jogando em casa.

Mesmo após a derrota, o técnico não se abalou, dizendo que os resultados de sua equipe se deve aos desfalques:

? Você tem que comparar esta equipe, faltando três jogadores-chave, com outras equipes. Qualquer equipe sem três jogadores principais por um período de tempo, especialmente jogadores que marcam gols, se você não tem esses jogadores e ainda comete erros na defesa, você perderá jogos como já perdemos antes. Então a única maneira de termos certeza, são esses jogadores voltando, nos recuperarmos mentalmente.

+ Para saber tudo sobre Futebol Internacional, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram

Já são oito jogos sem vitória, sendo seis derrotas e dois empates. É a maior sequência sem vitória desde 1999. O Everton tomou 17 gols e marcou apenas 5 nesse período. O último triunfo da equipe foi há mais de dois meses, na vitória sobre o Norwich City, por 2 a 0, dia 25 de setembro, pela 6ª rodada da Premier League. A derrota para os Reds foi a maior sofrida em 39 anos de derby.

Com o time sendo derrotado em casa pelo Liverpool, no clássico da cidade, alguns torcedores chegaram a ir embora do estádio mesmo antes da partida se encerrar. Além disso, o técnico foi criticado pela torcida dos Toffees, incluindo a atual diretoria do clube. Mesmo com o momento que o time atravessa, Benítez exaltou sua equipe e diz que não teme uma possível demissão:

? Não temo. Sou um profissional e tenho experiência suficiente. Eu posso ver um time que está dando tudo. O comprometimento dos jogadores existe. Nós temos que analisar o comprometimento, o esforço e o desejo dos jogadores. E, depois disso, temos que tomar as decisões certas ? completa o técnico.

Futebol