PUBLICIDADE
Topo

Zagueiro Umtiti nega ter destruído casa alugada na Espanha

Albert Gea/Reuters
Imagem: Albert Gea/Reuters

06/02/2020 13h43

O zagueiro Samuel Umtiti, do Barcelona, negou nesta quinta-feira em depoimento à justiça que tenha destruído uma casa alugada na cidade espanhola de Esplugues de Llobregat, após ter sido processado pelo proprietário do imóvel, que exige 183 mil euros para reparação de danos.

Durante o julgamento, realizado em um tribunal de Esplugues de Llobregat, na província de Barcelona, Umtiti depôs na condição de réu por alguns estragos feitos na casa em que viveu desde a chegada ao clube catalão, em 2016, até 3 de dezembro de 2018.

O proprietário ficou descontente com o estado em que o jogador deixou a propriedade, já que, segundo ele, houve danos em várias partes da casa, especialmente na piscina e no piso de parquet, o que o motivou a pedir em juízo 183 mil euros.

Durante o julgamento, Umtiti explicou que, ciente de que era uma casa de luxo, que exigia cuidados especiais, contratou uma faxineira e uma pessoa de manutenção, a quem recorreu sempre que houve danos para que esta pessoa consertasse ou encontrasse quem o fizesse.

O zagueiro francês negou categoricamente a responsabilidade pelos estragos encontrados e afirmou que os únicos problemas encontrados são típicos do dia a dia.

"Eu não dei uma festa", garantiu o jogador de 26 anos, defendendo que os danos à casa não tinham sido causados por ele ou por ninguém do seu entorno.

Em resposta às perguntas da promotora sobre as supostas manchas de álcool que apareceram dentro da propriedade, Umtiti reiterou que não sabe sua origem porque não bebe álcool.

A pedido de seu advogado, o atleta deixou o tribunal após depor para poder tomar um avião particular para Bilbao, onde nesta quinta o Barcelona enfrentará o Athletic, pelas quartas de final da Copa do Rei.

Barcelona