Topo

Esporte


Palmeiras começa mal, mas reage e arranca empate em 2 a 2 na Argentina

23/07/2019 23h23

Mendoza (Argentina), 23 jul (EFE).- Após um começo de jogo ruim e de estar perdendo por dois gols de diferença, o Palmeiras acordou e empatou com o Godoy Cruz em 2 a 2 nesta terça-feira, na cidade argentina de Mendoza, na ida pelas oitavas de final da Taça Libertadores.

No estádio Malvinas Argentinas, o centroavante Santiago García marcou duas vezes e colocou os donos da casa em boa vantagem. Felipe Melo descontou, e 'Morro' García, poderia ter feito o seu terceiro em cobrança de pênalti, mas o goleiro Weverton defendeu. O campeão brasileiro então se encheu de moral e buscou a igualdade na etapa final, com gol de Borja.

Com o resultado, o time dirigido por Luiz Felipe Scolari jogará por um empate em 0 a 0 ou 1 a 1 na volta, daqui a uma semana, no Allianz Parque, para se classificar para as quartas e enfrentar Libertad ou Grêmio. O Godoy Cruz precisará de uma igualdade em três ou mais gols ou da vitória.

No fim de semana, o Palmeiras perdeu uma invencibilidade de 33 partidas pelo Campeonato Brasileiro ao ser derrotado pelo Ceará por 2 a 0 no último sábado, em Fortaleza. Ainda assim, o time teve apenas duas modificações, com as entradas de Raphael Veiga e Borja nas vagas de Gustavo Scarpa e Deyverson.

No 'Tomba', como o time anfitrião também é conhecido, o atacante Ángel González, autor do gol da classificação na fase de grupos, na vitória sobre o Universidad de Concepción, do Chile, foi negociado com o Estudiantes. Por outro lado, chegaram o lateral-direito Breitenbruch, do Independiente, e o meia Brunetta, do Belgrano, que foram titulares.

Logo aos cinco minutos de bola rolando, os donos da casa fizeram 1 a 0. Andrada cruzou da direita, Merentiel ajeitou para o meio, e García ganhou de Gómez pelo alto para abrir o placar de cabeça.

O empate por pouco não aconteceu aos dez minutos, também em jogada aérea. Borja cabeceou no cantinho, o goleiro Mehring rebateu, e o próprio colombiano tentou de novo, mas arrematou pela linha de fundo. Outro que teve oportunidade em uma sobra da defesa foi Raphael Veiga, aos 19, mas o meia também chutou para fora.

O Palmeiras ficava com a bola por mais tempo, mas o Godoy Cruz era mais eficiente e aumentou a diferença aos 29. García fez o pivô na intermediária de ataque e apareceu na direita da área para receber de Brunetta e bater forte no canto esquerdo alto e superar Weverton.

A pressão do atual campeão brasileiro foi mantida, e a vantagem diminuiu aos 33. A bola foi de um lado para o outro na área, Dudu cruzou, o goleiro saiu mal e Willian evitou a saída. Marcos Rocha fez o chuveirinho, Mehring errou de novo e Felipe Melo cabeceou para a rede.

'Morro' García, que em 2011 foi a contratação mais cara do Athletico-PR até então, mas não vingou no time paranaense, poderia ter completado o chamado "triplete" aos 38 minutos, após ter sofrido pênalti infantil de Gómez. Entretanto, o centroavante cobrou fraco, no meio do gol, e Weverton defendeu com o pé.

O castigo para o centroavante e todo o time argentino quase veio aos nove minutos da segunda etapa. O Alviverde encaixou ótimo contra-ataque, a bola foi de pé em pé até Borja ajeitar com carinho para Willian, que, cara a cara com o goleiro, concluiu rasteiro para fora. Dois minutos depois, Dudu cobrou escanteio, Felipe Melo cabeceou e Mehring pegou.

De tanto insistir, o campeão da América de 1999 empatou aos 13. Luan fez boa enfiada por baixo, Borja girou com estilo para cima do zagueiro e chutou colocado. O arqueiro até desviou, mas não evitou que a bola entrasse.

Após o segundo gol do Palmeiras, o ritmo caiu. Os visitantes já não tinham tanto a bola, e as chances diminuíram dos dois lados. O Godoy Cruz enfim levou algum perigo aos 25, em escanteio pela direita, que culminou com cabeceio de Varela rente ao travessão.

Os donos da casa foram se soltando, e Brunetta poderia ter desempatado aos 30, ao receber de García, mas soltou uma bomba em cima de Weverton, que espalmou em escanteio.

A última parte do jogo foi morna, e houve apenas uma oportunidade mais clara até o apito final. Aos 42 minutos, Bruno Henrique cobrou falta com efeito no canto do goleiro, que espalmou com dificuldade. A defesa completou o serviço cotando em escanteio.

Ficha técnica:.

Godoy Cruz: Mehring; Varela, Arena, Cardona e Aleo; Gutiérrez, Andrada, Bullaude (Manzur) e Brunetta; Merentiel (Prieto) e García. Técnico: Lucas Bernardi.

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Gómez, Luan e Diego Barbosa; Bruno Henrique, Felipe Melo e Raphael Veiga; Dudu, Willian (Hyoran) e Borja (Deyverson). Técnico: Luiz Filipe Scolari.

Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia), auxiliado pelos compatriotas Alexander Guzmán e Dionisio Ruiz.

Cartões amarelos: Aleo e Brunetta (Godoy Cruz); Luan (Palmeiras).

Gols: García (2x) (Godoy Cruz); Felipe Melo e Borja (Palmeiras).

Estádio: Malvinas Argentinas, em Mendoza (Argentina). EFE

Esporte