PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Everton demite Ronald Koeman após apenas 9 rodadas do Campeonato Inglês

23/10/2017 11h48

Londres, 23 out (EFE).- O Everton demitiu nesta segunda-feira o treinador holandês Ronald Koeman após apenas 16 meses à frente da equipe e nove rodadas no Campeonato Inglês na atual temporada.

Os "Toffees", que investiram mais de 140 milhões de libras em contratações na última janela de transferências, foram goleados no domingo em Goodison Park pelo Arsenal por 5 a 2 e ocupam a 18ª posição no campeonato nacional.

"O Everton Football Club confirma que Ronald Koeman deixou o clube", informou a equipe de Liverpool através de um comunicado.

"O presidente, Bill Kenwright, a diretoria e o acionista majoritário, Farhad Moshiri, querem expressar sua gratidão a Ronald por tudo o que fez pelo clube nos últimos 16 meses e por levar o time à sétima posição na última campanha do Campeonato Inglês", acrescenta a nota, publicada no site do clube.

O Everton ocupa a antepenúltima posição do Campeonato Inglês após nove rodadas disputadas, com duas vitórias, dois empates e cinco derrotas, sete gols pró e 18 sofridos.

Além disso, a situação também não é boa Liga a Europa, onde o time é o lanterna do Grupo E, após ser derrotado por Atalanta e Lyon e conseguir um empate com o Apollon Limassol.

Com um investimento de mais de 140 milhões de libras em jogadores - Klaasen, Sandro, Pickford, Keane, Rooney, Martina, Sigurdsson -, a equipe de Liverpool aspirava entrar na elite do futebol inglês, mas a saída de Lukaku para o Manchester United e o desentrosamento e mau rendimento dos reforços acabaram custando o cargo de Koeman.

O holandês é o terceiro treinador demitido na primeira divisão do futebol inglês nesta temporada, após seu compatriota Frank de Boer (Crystal Palace) e o inglês Craig Shakespeare (Leicester City).

Esporte