PUBLICIDADE
Topo

Futebol

China vai limitar investimentos de suas empresas em clubes estrangeiros

Chinês Gao Jisheng é o novo proprietário do Southampton - Stringer/Reuters
Chinês Gao Jisheng é o novo proprietário do Southampton Imagem: Stringer/Reuters

18/08/2017 10h23

A China limitará os investimentos das empresas nacionais em clubes esportivos estrangeiros, segundo uma nova regulamentação publicada nesta sexta-feira, que cotará também o capital voltado para o setor imobiliário, informou a agência de notícias oficial "Xinhua".

Os investimentos estrangeiros em áreas como imóveis, hotéis, cinemas, indústria do entretenimento e clubes esportivos serão limitados, enquanto os investimentos em setores como os jogos de azar serão proibidos, de acordo com documento emitido pelo Conselho de Estado.

Enquanto isso, serão fomentados os investimentos relacionados com um projeto de Pequim de desenvolvimento multinacional de infraestrutura pela melhoria industrial do país.

São várias as empresas chinesas proprietárias ou investidoras em equipes de futebol pelo mundo, especialmente no Reino Unido. O último clube a entrar na lista foi o Southampton, nesta semana, juntando-se a West Bromwich, Aston Villa, Birmingham City e Wolverhampton.

Os asiáticos também multiplicaram sua presença em outros campeonatos europeus, como o italiano, em que são donos da Inter de Milão e do Milan, e o espanhol, com o controle do Espanyol e do Granada e participação no Atlético de Madrid.

Futebol