PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Dirigente do Independiente ironiza condição física de Cristian Rodríguez

20/12/2016 17h56

Buenos Aires, 20 dez (EFE).- O vice-presidente do Independiente, da Argentina, Noray Nakis, admitiu nesta terça-feira que o clube errou ao contratar o meia uruguaio Cristian Rodríguez, por causa da propensão do jogador, que veio do Grêmio, em se lesionar.

"Era preciso ter averiguado os antecedentes dele. Se você o espetava com um palito de dente, ele se machucava", ironizou o dirigente, em entrevista à emissora "TyC Sports".

Nakis lembrou que, antes do acerto com o clube de Avellaneda, 'Cebolla', como é conhecido, só tinha atuado em duas partidas, mas que todos acreditavam na recuperação do jogador, que teve o contrato rescindido.

O meia, campeão da Copa América em 2011, chegou ao Independiente no meio do ano passado, após seis meses no Grêmio. O uruguaio também passou por Peñarol, Paris Saint-Germain, Benfica, Porto, Atlético de Madrid e Parma.

Quer receber notícias do seu time de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

Esporte