Bragantino mira em último jogo em casa para ter chances de terminar no G-4

O Red Bull Bragantino saiu da briga pelo título, mas ainda tem um objetivo importante para os dois últimos jogos do Campeonato Brasileiro: conquistar vaga direta à fase de grupos da Copa Libertadores. Neste domingo, às 18h30, jogará diante de sua torcida pela última vez, no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP), diante do Coritiba, que já teve seu rebaixamento confirmado. A partida é válida pela 37ª e penúltima rodada.

A saída da briga pelo título se deve aos cinco últimos jogos sem vitória, com um empate e quatro derrotas. Empatou com o Botafogo, por 2 a 2, mas perdeu por 1 a 0 para São Paulo, Flamengo e Internacional, e agora por 2 a 1 para o Fortaleza, na última quinta-feira. Aparece em sexto lugar, já garantido na fase preliminar da Libertadores, com 59 pontos, quatro a menos do que o Flamengo, que fecha o G-4 com 63. Na última rodada, o adversário do time paulista será o Vasco, no Rio de Janeiro.

O técnico Pedro Caixinha reconheceu que o Red Bull Bragantino não conseguiu gerir o emocional ao ter boa chance de conquistar o título. Mesmo assim, valorizou o aprendizado. "Nos últimos cinco jogos, estávamos disputando o título. Não estamos satisfeitos, mas temos que aprender. É a gestão de expectativas. Nesse sentido, o principal culpado sou eu, que não consegui fazer com que gerissem. Mas tivemos momentos fantásticos que ninguém vai tirar. Espero que, quando estivermos na mesma condição de novo, tenhamos uma melhor atitude com esse aprendizado."

Caixinha terá o retorno de três jogadores. O lateral-esquerdo Luan Cândido, o zagueiro Léo Ortiz e o meia Lucas Evangelista, que cumpriram suspensão, retornam e devem ser titulares. Por outro lado, o volante Eric Ramires foi expulso e pode ser substituído por Raul ou Matheus Fernandes. O atacante Alerrandro também levou cartão vermelho, mas começou na reserva no último jogo.

O Coritiba teve seu rebaixamento confirmado após a derrota para o Fluminense, por 2 a 1. Depois, empatou com o Botafogo, por 1 a 1, resultado que deixou a situação dos cariocas em relação ao título ainda mais complicada. Com 30 pontos, o time paranaense ocupa a 19ª e penúltima colocação, mas mostrou que não vai aliviar para os adversários.

Apresentado, oficialmente, na sexta-feira, o técnico Guto Ferreira, de 58 anos, tentou dar uma palavra de incentivo aos jogadores. "Enxergo muita qualidade no plantel. Acho que é um grupo interessante, mas que não teve o desempenho que tinha condições de apresentar. Cabe a nós, em nosso trabalho diário, recuperar esta confiança e trabalhar de olho em 2024."

O atacante Slimani, que fazia tratamento na Argélia, se apresentou ao clube e segue tratando de uma lesão na coxa, mas é dúvida para os dois últimos jogos. Ainda no setor ofensivo, Diogo Oliveira saiu lesionado e não deve ter condições. Outra baixa é o lateral-esquerdo Jamerson, expulso diante do Botafogo. Victor Luis pode aparecer no lado esquerdo, enquanto o ataque ser formado por Marcelino Moreno, Robson e Edu.

Entretanto, como Guto Ferreira usará as duas partidas para fazer testes, um time alternativo pode ser escalado. Ele acompanhou o empate com o Botafogo dos camarotes, porém, ajudou a formatar o time junto com o interino Guilherme Bossle, do time sub-20.

Guto Ferreira comemorou seu retorno ao clube que comandou em 2022, e já vê os dois últimos jogos como parte da próxima temporada. "Estou muito feliz por retornar para um dos projetos mais ambiciosos do futebol brasileiro no momento. A gente gosta disso, de desafios como esse, que nos motivam a crescer cada vez mais. Temos que olhar para frente, o que vem sendo feito, porque a temporada de 2024 já começou para o Coritiba."

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes