PUBLICIDADE
Topo

Paparazzi

'Ganho 50 vezes mais na internet do que no vôlei', diz jogadora no OnlyFans

Key Alves defende o Osasco e faz sucesso fora das quadras - Reprodução/Instagram
Key Alves defende o Osasco e faz sucesso fora das quadras Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo (SP)

04/07/2022 10h53

Com 21 anos de idade, Key Alves, líbero do Osasco, é a jogadora de vôlei mais seguida do mundo. Ao todo, a atleta tem 2,3 milhões de seguidores em sua conta do Instagram, mas também faz sucesso no OnlyFans, plataforma de conteúdo paga onde os usuários vendem seus materiais voltados para o público adulto.

Em entrevista ao jornal 'O Globo', Key Alves destacou sua explosão no mundo das redes sociais e não escondeu que os ganhos com suas postagens lhe rendem muito mais dinheiro do que o próprio vôlei.

"Tenho uma equipe [que cuida das redes sociais] e nos falamos em um grupo no WhatsApp. Mas sou eu quem cuido de todas as minhas plataformas, menos o OnlyFans. Neste é meu empresário que faz as postagens. Todas as postagens passam por mim, as fotos, as edições, as legendas (...) Ganho umas cinquenta vezes mais com as plataformas digitais do que com o vôlei. É muito mesmo. E mais no OnlyFans porque o valor é fixo, tem todo o mês", disse a jogadora.

Sobre o preconceito com a divisão entre a vida de jogadora e o mundo das redes sociais, a líbero disse que ainda existem algumas reações negativas, mas destacou que os atletas não são robôs e que esses momentos são importantes.

"Ainda tem um pouco de preconceito sim. Mas são poucas as pessoas que pensam assim. Esses trabalhos extra quadra fazem a gente se distrair e se divertir. São momentos que não estamos na pressão. E os treinadores e as pessoas que trabalham com o esporte deveriam começar a achar isso um pouco mais normal e bom também. O atleta não é robô", afirmou Key.

Apesar do sucesso nas plataformas digitais, Key Alves não pretende abandonar o vôlei tão cedo. Segundo ela, o amor pelo esporte é maior do que ficar tirando fotos.

"Eu amo jogar vôlei, mais do que ficar tirando fotos. Por isso, não vou parar com a minha carreira nas quadras mesmo que isso seja possível atualmente (...) Eu estou começando ainda na carreira no vôlei. Entro para o meu terceiro ano como profissional. Tenho mais uns 20 anos pela frente. E líbero tem também uma vida mais longa", declarou.

Dentro das quadras, a líbero pode ter mais tempo em quadra no Osasco. Isso porque, Camila Brait, que era a titular da função, tirou um ano para tentar engravidar do segundo filho. Natinha chegou para assumir o posto no time inicial, mas costuma ser convocada para defender a seleção, o que deve abrir espaço para Key Alves.

Paparazzi