PUBLICIDADE
Topo

Basquete

Kyrie Irving é antivacina por crer em mentira de que há plano satânico

Kyrie Irving, durante partida do Brooklyn Nets - Sarah Stier/Getty Images/AFP
Kyrie Irving, durante partida do Brooklyn Nets Imagem: Sarah Stier/Getty Images/AFP

Colaboração para o UOL, em São Paulo

26/09/2021 08h23

Que Kyrie Irving, uma das estrelas do Brooklyn Nets e da NBA, é uma pessoa peculiar já é de conhecimento público. O jogador sempre acaba surgindo na mídia por conta de assuntos polêmicos. Depois de apoiar a 'terra plana' e as discussões e teorias sobre a origem do universo, Irving também é antivacina.

Um artigo publicado na revista americana Rolling Stone revela que Irving mostrou seu apoio aos negacionistas da vacina contra a covid-19 em várias ocasiões.

Irving é vice-presidente do comitê executivo do sindicato dos jogadores e recentemente começou a seguir e curtir postagens no Instagram com um cunho de 'teoria da conspiração'.

Elas afirmam que "sociedades secretas" estão implantando vacinas em um plano para conectar os jogadores negros a um computador mestre. Esta campanha de desinformação sobre o microchip da farmacêutica Moderna se espalhou entre grupos da NBA.

Kyrie está entre os 50 ou 60 jogadores da NBA que ainda não foram vacinados alguns dias após o início dos treinos da pré-temporada.

Vale mencionar que apesar dos EUA ter vacinas, só tem cerca de 55% de todos os habitantes vacinados com as duas doses, até sexta-feira, 24, de acordo com os dados do Controle e Prevenção de Doenças (CDC). Além disso, a média móvel de mortes ultrapassa os 2 mil, o número mais alto desde fevereiro, e atinge principalmente os não-vacinados, segundo dados do The New York Times.

Basquete