PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Árbitra vê seleção para Mundial como vitória das mulheres: 'Voos maiores'

Edina Alves, árbitra brasileira, estará no Mundial de Clubes da Fifa - Soccrates Images/Getty Images
Edina Alves, árbitra brasileira, estará no Mundial de Clubes da Fifa Imagem: Soccrates Images/Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo

27/01/2021 11h29

Selecionada para o Mundial de Clubes da Fifa, a árbitra Edina Alves acredita que este é um momento simbólico para "todas as mulheres que sonham alçar voos maiores".

Em suas redes sociais, Edina se declarou ao futebol e disse estar pronta para "realizar esse objetivo". Além dela, a assistente Neuza Back foi selecionada. A dupla fará história como as primeiras mulheres a arbitrarem em uma competição oficial Fifa de futebol profissional masculino.

"Essa publicação representa o tamanho da gratidão que sinto atualmente. Ela retrata também todo o meu amor pelo futebol, esse esporte que inspira, motiva e transforma a vida de tantas pessoas. Um modo de vida capaz de criar referências e trazer evolução para a sociedade", escreveu a árbitra em seu Instagram.

"Nós estaremos no Mundial de Clubes da Fifa. Mas não estaremos sozinhas. Essa convocação também inclui nossos familiares, as instituições que representamos, instrutores, professores, amigos da arbitragem, amigos e acima de tudo todas as mulheres que sonham alçar voos maiores", seguiu.

Edina ainda destacou a preparação para uma boa atuação no Mundial, mas admitiu que "somos humanas, às vezes, erramos".

"Estamos nos entregando ao nosso trabalho para seguir com o melhor desempenho físico, técnico e psicológico possível. Somos humanas. Às vezes, erramos. Mas buscamos sempre o equilíbrio na aplicação da regra para o desenvolvimento justo do jogo. Obrigado a quem torce por nós e acredita no nosso trabalho. Obrigado, futebol!", completou.

O Mundial de Clubes será realizado em fevereiro, no Qatar. Além de dupla de arbitragem, a competição também terá um time brasileiro, já que o campeão da Libertadores de classifica para a competição. Sábado, às 17h, no Maracanã, Santos e Palmeiras disputam o título continental.

Futebol