PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Galvão lamenta morte de Maguito Vilela: 'Raro amigo da política'

Galvão Bueno, narrador e comentarista do Grupo Globo - Reprodução/SporTV
Galvão Bueno, narrador e comentarista do Grupo Globo Imagem: Reprodução/SporTV

Colaboração para o UOL, em São Paulo

13/01/2021 15h23

Narrador e comentarista do Grupo Globo, Galvão Bueno usou suas redes sociais hoje para lamentar a morte do prefeito eleito de Goiânia, Maguito Vilela. O político de 71 anos morreu hoje após um longo período internado por conta de complicações da covid-19.

Galvão disse que não costuma ter amigos no meio político, mas que Maguito era uma exceção em sua vida. O narrador destacou que antes da atual carreira, o prefeito eleito de Goiânia foi centroavante e usava muitas lições do esporte em sua vida.

"Essa terrível pandemia nos dá uma pancada a cada dia. Hoje perdi uma pessoa muito querida. Não costumo ter amigos de verdade na política. Maguito Vilela foi uma rara exceção. Ele veio do mundo do futebol, foi centroavante em Jataí, em Goiás, antes da carreira política e trouxe os ensinamentos básicos do esporte: ser competitivo, ter lealdade, lutar pelas vitórias, mas entender que algumas derrotas são inevitáveis", disse Galvão em um vídeo publicado em seus stories, no Instagram.

O narrador recordou de jogos de futebol ao lado de Maguito Vilela e jantares, dizendo que o doce preferido do político era ambrosia.

"Maguito sempre foi do bem. Vou me lembrar com muitas saudades, mas também com alegria, das peladas, dos rachões que jogávamos juntos em Goiânia. Ou de jantares que tivemos juntos e política não entrava no cardápio. Falávamos de vida, família, amigos. Jantares que sempre terminavam com uma ambrosia, doce que ele adorava e me ensinou a gostar. Que você tenha muita luz nessa sua nova jornada", contou.

UOL Esporte vê TV