PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2020

Mesmo sem MP, Athletico transmite jogo com o Grêmio em pay-per-view próprio

Pedro Henrique comemora com os companheiros um gol do Athletico - Rodolfo Buhrer-Pool/Getty Images
Pedro Henrique comemora com os companheiros um gol do Athletico Imagem: Rodolfo Buhrer-Pool/Getty Images

Gabriel Vaquer e Marinho Saldanha

Colaboração para o UOL, em Aracaju e Porto Alegre

25/10/2020 18h22

Mesmo após a queda da MP do Mandante, que perdeu validade no dia 16 de outubro, o Athletico Paranaense resolveu continuar exibindo partidas por meio de um serviço de pay-per-view próprio. Hoje (25), o clube cumpriu a promessa de transmitir o jogo contra o Grêmio, válido pelo Campeonato Brasileiro, que a princípio seria "cego" por causa da falta de acordo do clube de Curitiba com a Globo.

O Grêmio tem contrato em TV aberta, TV por assinatura e pay-per-view com o Grupo Globo, o que a princípio deveria tornar a transmissão ilegal. O jogo é exibido em uma nova plataforma chamada Furacão Live, uma evolução do antigo Furacão Play.

O clube paranaense anunciou a iniciativa por volta das 15h nas redes sociais, cerca de três horas antes do início da partida. O Athletico começou a vender pacotes para o público e prometeu que mostraria o confronto com imagens ao vivo, mesmo sem acordo com o Grêmio - de acordo com a lei, um jogo só pode ser transmitido com a concordância dos dois times.

Ao UOL Esporte, Beto Carvalho, executivo de marketing do Grêmio, afirmou ao UOL Esporte que o tricolor gaúcho não foi informado sobre a transmissão e que levou equipe completa da rádio do clube acreditando que o jogo seria "cego".

Desde o dia 16 de outubro, a MP 984, que dava ao clube mandante o direito de transmissão de uma partida de futebol, não tem mais validade. O Athletico tem uma liminar favorável para transmissão em pay-per-view, obtida quando a MP ainda estava em vigor.

Para sócios do Athletico e torcedores localizados no estado do Paraná, o pacote foi vendido por R$ 24,90. Também foi possível assinar o serviço de outros lugares do país por R$ 34,90. Além de partidas ao vivo, o Furacão Live promete também cobertura pré e pós-jogo.

Procurada oficialmente, a Globo não respondeu aos contatos do UOL Esporte. Pouco antes do jogo, a Comunicação do Athletico confirmou que faria a partida contra o Grêmio com imagens, como de fato aconteceu.

Disputa entre Athletico e Globo já acontece desde agosto

A disputa entre Athletico Paranaense e Globo acontece desde agosto. Inicialmente, uma associação de clubes ligada ao Furacão entrou na Justiça pedindo uma liminar que autorizasse a exibição de jogos no pay-per-view do Furacão. A Justiça concedeu a liminar, e o clube transmitiu a vitória sobre o Goiás, pela segunda rodada do Brasileirão.

A Globo entrou com recurso logo após e conseguiu reverter rapidamente a decisão judicial. Entre o fim de agosto e início de setembro, o Athletico tentou recorrer duas vezes, uma delas na Justiça do Rio, mas não obteve sucesso.

Em segunda instância, já na Justiça do Paraná, o clube conseguiu uma vitória a seu favor no fim de setembro e exibiu partidas contra o Corinthians. Tudo antes de a MP perder validade.

Em fala no processo, a emissora disse que o Athletico estava fazendo "jogo de cena" e ameaçou rescindir o contrato que possui com o clube para TV aberta se o Furacão insistisse na decisão de exibir jogos em pay-per-view próprio.

O Furacão também o movimento Futebol Livre, que uniu clubes da Séries A, B e C do Campeonato Brasileiro pedindo ao Congresso Nacional que aprovasse a MP 984, alegando que isso traria mais concorrência pela disputa dos direitos de transmissão no Brasil. O movimento não surtiu efeito prático na aprovação do texto, mas prometeu continuar lutando para mudar a forma de negociação do futebol no Brasil.