PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Ouro em Londres, atleta de 25 anos diz não poder competir por dores

Missy Franklin durante prova da Rio-2016, sua última Olimpíada; ela resolveu se aposentar da natação em dezembro de 2018 - AP Photo/Martin Meissner
Missy Franklin durante prova da Rio-2016, sua última Olimpíada; ela resolveu se aposentar da natação em dezembro de 2018 Imagem: AP Photo/Martin Meissner

Do UOL, em São Paulo

23/10/2020 09h38

Dona de quatro medalhas de ouro na Olimpíada de Londres-2012 tendo apenas 17 anos, a norte-americana Missy Franklin disse que sofre com dores nos ombros ao ponto de não conseguir mais nadar por muito tempo.

Em entrevista à People, Franklin revelou que resolveu se aposentar das piscinas cedo justamente pelos incômodos - ela anunciou o fim da carreira em dezembro de 2018.

"Os meus ombros doem demais, talvez eu consiga nadar por diversão por uns 20 ou 30 minutos, mas este é o máximo que os meus velhos e quebrados ombros aguentam atualmente", disse ela.

A ex-nadadora, hoje com 25 anos, afirmou também que "definitivamente" não voltará para o esporte, apesar de ainda ser jovem.

"Nunca fiz a segunda cirurgia no ombro que precisava e não vejo o retorno às piscinas no atual momento da minha vida como algo benéfico, tanto para minha saúde física quanto mental. Sinto que já dei tudo que poderia para o esporte e agora é a hora de fazer algo fora d'água."

Na Olimpíada em questão, a americana garantiu o 1° lugar nas seguintes categorias: 100 m de costas, 200 m de costas, 4x200 m livres e 4x100 m medley. Ainda no evento, ela garantiu um bronze nos 4x100 m livres.

Já na Rio-2016, sua última Olimpíada, Franklin conseguiu faturar o ouro nos 4x200 m livres.

Esporte