PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

RedeTV! se empolga e tenta operação financeira para viabilizar Libertadores

Gabigol comemora um dos gols da goleada do Flamengo por 5 x 0 sobre o Grêmio na Libertadores de 2019 - Alexandre Vidal/Flamengo
Gabigol comemora um dos gols da goleada do Flamengo por 5 x 0 sobre o Grêmio na Libertadores de 2019 Imagem: Alexandre Vidal/Flamengo

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

21/08/2020 00h05

Quinta maior emissora comercial do Brasil, a RedeTV! se empolgou com a possibilidade de poder transmitir a Libertadores, o principal torneio continental do futebol, a partir do mês de setembro. A empresa foi procurada na semana passada pela Conmebol, que ofereceu o torneio para todas as concorrentes da Globo, após a rescisão contratual do grupo carioca. Estudos internos já tentam viabilizar a compra do torneio.

Segundo apurou a reportagem do UOL Esporte, o departamento comercial da RedeTV!, com apoio do setor de Jornalismo e Esporte, está sondando possíveis anunciantes e tentando deixar tudo pronto para uma operação financeira que pague o que for negociado com a entidade sul-americana, quando a conversa chegar neste patamar.

Um fato que anima a RedeTV! é que a Conmebol afirma que, se fechar, o contrato será longo. Além disso, a entidade pode mudar datas e horários de jogos que se encaixem melhor na programação da emissora, que tem uma grade bastante flexível. A direção da emissora também gostou da ideia e coloca a questão como uma prioridade atual.

Por fim, um fator que também é considerado positivo é a abertura da Conmebol em negociar um contrato por valores mais baixos em relação ao que a Globo pagava. Falando nela, a emissora carioca está ainda no páreo e negocia um novo acordo em patamares mais sustentáveis. Em TV aberta, a emissora considera que pode não ter mais a exclusividade do torneio.

Para a Conmebol, seria interessante conseguir um valor razoável de duas empresas de TV, porque o patamar de valor acumulado no fim seria parecido com o que se atingia antes da pandemia do novo coronavírus com os contratos firmados com Globo e DAZN. Ou seja, a quebra de exclusividade seria benéfica nesse cenário adaptado.

A ideia da entidade é fechar acordos o quanto antes, após reuniões com as empresas que mais se interessaram na proposta. O processo de venda está sendo conduzido diretamente pela Conmebol junto à empresa IMG. Apesar do desejo da entidade, uma licitação foi descartada pelo pouco tempo que se tem até o reinício da competição, marcado para setembro.

Vale lembrar que, até antes da pandemia, a RedeTV! exibia a Copa Sul-Americana em TV aberta, em contrato de sublicenciamento com o DAZN. No ano passado, com o Corinthians no torneio continental, a emissora chegou a ganhar da Globo por mais de quinze minutos na Grande São Paulo, um feito e tanto para o histórico da emissora paulista.

UOL Esporte vê TV