PUBLICIDADE
Topo

Ledecky bate recorde e é nadadora mais vitoriosa da história das Olimpíadas

Kathleen Ledecky posa com a medalha de ouro dos 800m livre nas Olimpíadas de Tóquio - Xinhua/Xu Chang
Kathleen Ledecky posa com a medalha de ouro dos 800m livre nas Olimpíadas de Tóquio Imagem: Xinhua/Xu Chang

Colaboração para o UOL, em São Paulo

01/08/2021 03h52

Katie Ledecky não cansa de estabelecer marcas nas piscinas. Além de ser a nadadora mais dominante da história dos 800m livre, a estadunidense terminou as Olimpíadas de Tóquio com quatro medalhas e é a mulher mais vitoriosa da história da natação em provas individuais em Jogos Olímpicos.

Foram três medalhas individuais, sendo duas de ouro nas piscinas do Centro Aquático. Ao todo, Ledecky já soma dez pódios olímpicos aos 24 anos de idade.

A história deste feito começou em Londres, quando Kate tinha apenas 15 anos de idade e faturou sua primeira medalha olímpica. Logo de cara, ela foi ouro nos 800m livre.

Na sua segunda Olimpíada, mais madura, Ledecky ganhou cinco medalhas no Rio, sendo quatro de ouro. Nas categorias individuais, ela foi campeã nos 200m, 400m e 800m livre. Nos revezamentos, levou mais um ouro no 4x200m medley e fechou com a prata no 4x100m medley.

Em Tóquio, mesmo com resultados inesperados, como a ausência no pódio dos 200m livre e a prata nos 400m livre, Ledecky conquistou dois ouros que a levaram ao recorde. A estadunidense foi campeã na sua prova clássica, os 800m livre, e nos 1500m livre. Ledecky ainda terminou a participação com uma prata no revezamento 4x200m livre. Assim, são dez medalhas olímpicas ao todo para ela em três participações.

Com mais um ouro, Ledecky iguala Jenny Thompson, estadunidense que foi campeã olímpica oito vezes, mas nenhuma delas em provas individuais. Para as próximas Olimpíadas, ela também pode alcançar mais um feito e se tornar a segunda maior medalhista da natação olímpica da história, atrás apenas de Michael Phelps. Ela precisa de três pódios em Paris para garantir mais esta marca.