PUBLICIDADE
Topo

"Go, Rebeca": Biles torce pela brasileira para o ouro na ginástica

Estrela da ginástica, Simone Biles não escondeu sua torcida pela brasileira Rebeca Andrade na prova do salto - Jamie Squire/Getty Images
Estrela da ginástica, Simone Biles não escondeu sua torcida pela brasileira Rebeca Andrade na prova do salto Imagem: Jamie Squire/Getty Images

Demétrio Vecchioli

Do UOL, em Tóquio

01/08/2021 07h24

Afastada das decisões da ginástica nas Olimpíadas de Tóquio para cuidar de sua saúde mental, a norte-americana Simone Biles voltou a demonstrar apoio a Rebeca Andrade, desta vez na prova do salto que coroou a brasileira com a inédita medalha de ouro. Antes da execução da atleta tupiniquim, a estrela — que estava presente no ginásio — gritou um "Go, Rebeca!" (Vamos, Rebeca!), deixando clara sua preferência na competição.

A brasileira, porém, não foi a única que ganhou a torcida da estrela. Sua compatriota Jade Carey, que era uma das favoritas ao pódio, também ouviu gritos de incentivo de Biles, porém, sua execução não foi boa e ela acabou ficando sem medalha.

O apoio de Simone Biles a Rebeca Andrade se tornou mais destacado pelo fato da delegação do Brasil respeitar o pedido de sua atleta de fazer silêncio durante sua apresentação, pois se sente mais concentrada desta forma.

Após o segundo salto da brasileira, Biles aplaudiu bastante e demonstrou ansiedade na divulgação das notas, que acabaram coroando Rebeca com o título que a colocou na história da ginástica do país.

Antes da prova do salto de hoje, a norte-americana já havia demonstrado torcida por Rebeca Andrade durante a competição do individual geral, quando a brasileira conquistou a medalha de prata.

Biles classificou-se em primeira

Simone Biles havia passado para a final com a primeira colocação nas eliminatórias. A norte-americana, considerada a melhor ginasta do mundo, sentiu-se mal durante a apresentação no salto na final por equipes e, por segurança, pensando na sua segurança física e mental, retirou-se da competição.

Não se apresentou nos demais aparelhos na final por equipes e não competiu na final do individual geral, que define a ginasta mais completa. Sem ela, a vitória ficou com a norte-americana Sunisa Lee e a prata com Rebeca. Ontem (31) Biles anunciou que não competiria também nas duas finais de hoje, no salto e nas barras assimétricas.