PUBLICIDADE
Topo

Brasil vai bem, mas é desclassificado nos 4x100 medley

Marcelo Chierighini, durante bateria dos 100m livre - Satiro Sodré/SSPress/CBDA
Marcelo Chierighini, durante bateria dos 100m livre Imagem: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Beatriz Cesarini

Em Tóquio

30/07/2021 09h38

Hoje pela manhã, a equipe brasileira de natação masculina caiu na piscina para disputar a prova 4x100 medley e não conseguiu a classificação para a final. A seleção composta por Vinicius Lanza, Guilherme Guido, Felipe Lima e Marcelo Chierighini nadou bem, mas foi desclassificada.

Guilherme Guido abriu a série nadando costas, Felipe Lima, logo em seguida, nadou peito, Vinicius Lanza continuou com borboleta e Marcelo Chierighini encerrou muito forte no nado livre.

Guilherme Guido conseguiu um bom ritmo e entregou o Brasil entre os primeiros para Felipe Lima, que foi bem consistente durante os 100 metros e manteve o Brasil na briga. Vinicius Lanza acabou perdendo um pouco o ritmo da prova e permitiu que os líderes abrissem vantagem. Mesmo assim, fez prova de recuperação muito forte e fechou na quarta posição.

A seleção brasileira conseguiu o 7º tempo do 4x100 medley e estaria na final da prova. No entanto, a equipe foi desclassificada na troca de Guilherme Guido (costas) para Felipe Lima (peito) por subverter a lógica do tempo e trocar os nadados em um tempo negativo (-0.08), ou seja, Felipe pulou na água antes que Guilherme terminasse seu nado.

Guilherme Guido, assim como os outros integrantes da seleção se disseram surpresos pela desclassificação:

'A gente veio para fazer essa final, fazer as trocas seguras, a gente toma cuidado para não passar os 15, a gente saiu da prova sem saber o que aconteceu, eles vão ter que explicar aí', disse ao SporTV.