PUBLICIDADE
Topo

Simone Biles faz desabafo forte: 'Corpo e mente não estão em sincronia'

Simone Biles em seu primeiro dia de competições em Tóquio 2020 - Reuters
Simone Biles em seu primeiro dia de competições em Tóquio 2020 Imagem: Reuters

Colaboração para o UOL, em São Paulo

30/07/2021 03h12

Estrela das Olimpíadas de Tóquio, Simone Biles segue em evidência por ter optado sair das disputas das finais por times e individual geral da ginástica artística. A norte-americano vem recebendo muito apoio, mas também foi alvo de críticas e desabafou em seu Instagram.

"Não tive uma má performance e desisti. Tive várias performances ruins na carreira e terminei as competições. Eu simplesmente fiquei tão perdida que minha segurança e a medalha para o time dos Estados Unidos ficaram em risco. Felizmente, as meninas arrasaram e ganharam a prata. Por isso temos quatro membros no time, porque todas podemos competir, não só eu", começou Simone.

Na final entre equipes, Simone teve uma apresentação abaixo do esperado no salto, uma de suas especialidades, e saiu com um semblante de preocupação. Após esse primeiro aparelho, ela e a comissão dos Estados Unidos optaram por sua retirada da competição. Ela também falou sobre o seu salto.

"Eu não tenho ideia de como pousei em pé naquele salto, porque se você olhar as fotos e meus olhos, consegue ver como estou confusa em relação a onde estou no ar. Felizmente eu aterrissei em segurança", disse.

Ela ainda rebateu quem sugeriu que ela já vinha em mau momento antes das Olimpíadas. "Não, isso não acontecia antes de eu sair dos Estados Unidos. Começou a acontecer de forma aleatória após a competição preliminar, na manhã seguinte. Naquele momento não era permitido que eu fosse substituída, para vocês 'sabe tudo'".

Simone ainda voltou a dizer que optou pela sua saúde mental e física e que não desistiu: ''Para quem diz que eu desisti, eu não desisti. Minha mente e corpo simplesmente estão fora de sincronia. Não acho que vocês entendem quão perigoso isso é nas superfícies de competições duras. Eu não preciso explicar porque coloquei a saúde em primeiro lugar", declarou.