PUBLICIDADE
Topo

César Cielo sofre com risco de perder recorde mundial: 'Fechei os olhos'

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/07/2021 01h15

Recordista mundial dos 100m livre, César Cielo sofreu ao acompanhar a prova do norte-americano Caeleb Dressel, hoje, nas Olimpíadas de Tóquio.

Cotado para bater a marca do brasileiro, Dressel conquistou a medalha de ouro ao concluir a prova em 47,02s, quebrando o recorde olímpico. O tempo de Cielo — recorde mundial estabelecido em 2009 — é 46,91s.

Vale lembrar que o recorde de Cielo foi estabelecido com o uso de um maiô de poliuretano. A peça, que ajudava a reduzir o atrito em relação a modelos anteriores, ficou conhecida como "supermaiô" e foi banida pela Fina (Federação Internacional de Natação) após a disputa do Mundial de Roma, em 2009.

Nas redes sociais, Cielo admitiu que "fechou os olhos" no momento da prova e apenas aguardou a narração de Milton Leite. O campeão olímpico comenta as provas de natação no SporTV.

"Vou confessar! Fechei o olho e esperei o Milton falar o tempo!", escreveu Cielo, em seu Twitter.

Já Gustavo Borges — medalhista olímpico de prata e bronze na prova — afirmou que o recorde de Cielo "vai durar mais um tempinho".

Cielo também é o detentor dos recordes mundial (20,91s) e olímpico (21,30s) dos 50m livre, prova que ainda não foi disputada nas Olimpíadas de Tóquio.