PUBLICIDADE
Topo

Brasil administra vantagem e vence a Hungria com tranquilidade no handebol

Duda Amorim em ação pelo Brasil contra a Hungria nas Olimpíadas de Tóquio - Daniel Leal-Olivas/AFP
Duda Amorim em ação pelo Brasil contra a Hungria nas Olimpíadas de Tóquio Imagem: Daniel Leal-Olivas/AFP

Colaboração para o UOL, de São Paulo

27/07/2021 00h30

A seleção brasileira feminina de handebol alcançou a primeira vitória nas Olimpíadas de Tóquio. O time, que vinha de um empate com o Comitê Olímpico Russo, venceu a seleção da Hungria por 33 a 27 em jogo finalizado nos primeiros minutos desta terça-feira (27).

Com esse resultado, o Brasil assume momentaneamente a liderança do Grupo B, mas este foi o primeiro jogo da rodada. O próximo compromisso da seleção nos Jogos está marcado para as 23h (de Brasília) de quarta-feira (28), contra a Espanha.

O jogo começou com um sete metros para a Hungria com menos de um minuto no relógio. As húngaras se mantiveram à frente no placar somente até os 10 minutos, quando Duda Amorim fez 5 a 4 para o Brasil.

A seleção administrou essa vantagem muito por conta da eficiência do ataque brasileiro, que por volta dos 20 minutos do primeiro tempo era de 59%.

Samara comandou o ataque na brasileiro no último terço da etapa inicial com três gols seguidos, deixando o placar em 13 a 9 para o Brasil. A seleção foi para o intervalo vencendo por 17 a 11, com destaque para a Ana Paula, que marcou quatro gols e registrou 100% de aproveitamento.

A vantagem se manteve na casa do seis gols de vantagem, mesmo quando Matieli e Giulia foram punidas de forma quase consecutiva com os dois minutos. O Brasil desacelerou o jogo e manteve a qualidade na marcação, passando pelas punições sem nenhuma dificuldade.

A vantagem que já era boa ficou ainda melhor na reta final do jogo. Nos últimos cinco minutos, o Brasil somava nove gols a mais que as húngaras e fechou a partida com 33 gols no total. Samara e Ana Paula foram as artilheiras do jogo, com sete gols cada.