PUBLICIDADE
Topo

Nory desabafa sobre 'ódio' no Twitter e leva invertida de Valesca Popozuda

Ginasta, que está no Japão para a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio, protagonizou caso de racismo em 2015 - Ricardo Bufolin/CBG
Ginasta, que está no Japão para a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio, protagonizou caso de racismo em 2015 Imagem: Ricardo Bufolin/CBG

Do UOL, em São Paulo

21/07/2021 11h41

Presente em Tóquio para a disputa dos Jogos Olímpicos, Arthur Nory voltou a repercutir o caso envolvendo racismo contra o então colega de equipe Ângelo Assumpção - o episódio ocorreu em 2015 (relembre o caso abaixo).

Após reclamar do "ódio" no Twitter, o ginasta recebeu uma resposta da cantora Valesca Popozuda, que disse que na rede social em questão "ninguém passa pano mais".

Ao ler o tuíte da artista, Nory usou a publicação para ressaltar que já admitiu o seu erro envolvendo Assumpção.

Ele ainda afirmou que paga por isso "até hoje" e que não é o "mesmo de cinco anos atrás".

Veja o diálogo abaixo:

As agressões racistas

Em 2015, o próprio Nory publicou um vídeo em seu Snapchat que desencadeou toda a polêmica.

Nas imagens, os integrantes brancos da equipe de ginástica brasileira faziam piadas racistas com Assumpção. "Seu celular quebrou: a tela quando funciona é branca... quando ele estraga é de que cor? (risos)", pergunta Nory. "Preto!", dizem outros atletas.

E eles seguem: O saquinho do supermercado é branco... e o do lixo? É preto!".

Assumpção ficou visivelmente constrangido com as piadas e depois não aceitou bem os pedidos de desculpas, como mostrou um trecho do vídeo publicado.

No dia seguinte às ofensas, já com o vídeo inicial excluído, Nory publicou um primeiro pedido de desculpas em sua rede social.