PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Maicon elogia zagueiros e analisa disputa na defesa do Santos

27/05/2022 16h58


O técnico Fabián Bustos vem rodando o elenco do Santos entre Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Copa Sul-Americana. No setor defensivo, não é diferente. Desde que o argentino chegou ao clube, Maicon, Bauermann, Kaiky e Velázquez tiveram oportunidades.

O zagueiro Maicon é um dos principais destaques. No Brasileirão, foram seis jogos, 1 assistência, 69% duelos aéreos ganhos, 36 cortes, 9 desarmes, 10 interceptações e zero faltas cometidas.

- O Santos tem quatro ou cinco, seis zagueiros de muita qualidade. Aquele que jogar tem capacidade de exercer a função da melhor maneira possível. O entrosamento já tem, aqueles estão jogando já estão entrosados. Um ou dois jogos que sai não foi apenas poupar. Tive uma pequena lesão então não tive tempo de recuperação adequado para que eu pudesse voltar 100%. Joguei contra o Goiás e fadigou um pouco minha perna, voltei a ser poupado, joguei contra o Ceará e fadigou um pouco. Tive um espaço e uma semana cheia para que eu pudesse me preparar fisicamente e mentalmente melhor para o clássico de domingo. Não sei se vou jogar, sou opção, a gente tem grandes zagueiros no grupo. Se o professor optar por mim domingo estarei preparado - disse Maicon.

O zagueiro Kaiky voltou recentemente. Ele sofreu uma fratura no nariz na partida contra o Banfield (5 de abril), estreia do Santos na Copa Sul-Americana, e desfalcou o Peixe por oito jogos

"Eu não falo nem somente com o Bauermann, Kaiky quando jogou foi bem, o Velazquez quando jogou foi bem e o próprio Luiz Felipe também. Acho que a equipe do Santos tem esses zagueiros de altíssima qualidade. Fiquei de fora alguém jogos e os meninos foram muito bem. Você vê que a gente corrigiu alguns déficits no setor defensivo que poderia estar nos prejudicando em alguma jogos anteriores e a equipe está muito mais entrosada do que quando começou. Faz parte do processo, temos que seguir o processo e não dá pra dar um espaço maior do que a perna. Acredito que contribui sim, não só com a experiência mas com a qualidade. Todos os jogadores que estão no Santos estão aqui porque de uma maneira ou outra tem qualidade", completou o defensor.

Futebol