PUBLICIDADE
Topo

Santos

Sánchez diz que semana livre ajuda Santos a se adaptar ao estilo de Carille

Carlos Sánchez comemora gol do Santos - CAIO ROCHA/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Carlos Sánchez comemora gol do Santos Imagem: CAIO ROCHA/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

24/09/2021 10h00

Classificação e Jogos

O Santos segue na preparação para o duelo com o Juventude no próximo domingo (26), às 16h, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Recuperado de uma entorse de tornozelo direito, o meia Carlos Sánchez vem trabalhando com o grupo no CT Rei Pelé e deve ficar à disposição para o duelo no Sul.

O uruguaio valorizou a primeira semana cheia de trabalho sob o comando de Fábio Carille e quer o Peixe esquecendo os tropeços das últimas partidas para alcançar a recuperação no Brasileiro.

"Importante nos adaptarmos rápido à ideia e ao sistema que quer o Carille. Estaremos à disposição para fazermos o melhor de nós para que a fase ruim passe rápido e que encontremos os três pontos que estamos procurando há um tempo. Com trabalho e dedicação, podemos fazer um grande jogo domingo. É um jogo muito importante, sem pensar no que já passou, mas sim em ganhar e jogar o jogo que o treinador pede", afirmou.

Para o duelo com o Juventude, Sánchez deve atuar pela primeira vez no Santos ao lado do amigo Emiliano Velázquez. Fora da partida contra o Ceará, no último sábado (18), em Fortaleza, o meia não viu a estreia do zagueiro uruguaio no empate em 0 a 0 no Castelão.

"Já estivemos juntos na seleção do Uruguai e falei para ele que queria estar no jogo do Ceará, mas meu tornozelo não deixou. Estava muito inchado. E que domingo joguemos juntos. É sempre um prazer jogar com um compatriota e ajudar a ele, que chegou recentemente. Que ele se adapte rápido. E ajudar não só a ele, mas a todos, sempre à disposição do professor. Precisamos ganhar jogos e se Deus quiser vamos fazer um grande jogo", ressaltou Sánchez.

Santos