PUBLICIDADE
Topo

Futebol

'Tenho certeza que minha passagem pelo Vasco será muito feliz', diz Léo Matos durante apresentação

30/10/2020 14h14

O Vasco apresentou seu novo reforço para a temporada pelo canal do clube no Youtube. Trata-se o lateral direito Léo Matos, de 34 anos, que estava no PAOK, da Grécia. O jogador afirmou que se cuida e está à disposição do técnico Ricardo Sá Pinto para fazer a sua estreia. Enquanto isso, ele aguarda ter seu nome divulgado no BID para poder estar em campo contra o Goiás.

- Em relação à minha forma física, me sinto super bem. Eu vinha jogando lá no PAOK. Último jogo foi na quinta-feira, pela Liga Europa. Não tenho problema nenhum. Só não sei como está a documentação. Espero no domingo estar à disposição e aí fica a cargo do Ricardo se eu jogo ou não - disse.

- Eu sempre cuidei do meu corpo. Eu entendia que meu corpo é a minha empresa. Não preciso de funcionário, de sede fixa, de nada. Preciso me alimentar bem, treinar, fazer os exercícios que o corpo necessita para se manter longe de lesões. Sempre fui muito preocupado com isso pois tenho medo de ter uma lesão. No meu ponto de vista, a minha idade é só um número...Tenho bastante experiência, no meu último time eu era o capitão da equipe. Eu costumo pensar no coletivo. Tenho certeza que essa minha passagem pelo Vasco será muito feliz, podendo se estender para o futuro. Assim espero - destacou.

Tendo o ex-lateral Felipe como grande ídolo, Léo é um jogador que costuma apoiar bastante e fazer gols. Diante da escolha pelo Vasco, o atleta almeja voos mais altos pelo clube e pretende ajudar a equipe a crescer nas competições a partir do mês de novembro.

- Eu venho para o Vasco com as intenções de ganhar títulos e alcançar a melhor posição possível. Nos últimos anos me acostumei a isso. Ganhei cinco títulos na Grécia, cheguei à final da Liga Europa na Ucrânia. Sou um jogador que não me contento com pouco. Eu espero pro Vasco isso. E para mim, a mesma coisa. Poder jogar, ajudar o Vasco e a cada campeonato disputado, tentar vencer. O que o Vasco merece é isso, clube campeão de quase tudo - frisou.

- Felipe é o meu grande ídolo de infância. Sempre me fascinou o estilo de jogo dele. Um grande abraço para ele. Não conheço pessoalmente. Tive contato com ele uma vez na Granja Comary, quando eu treinava para a disputa de um torneio sub-23 e ele estava com a Seleção principal para disputar a Copa América - comentou.

O experiente jogador chega para disputar a posição com Yago Pikachu e o jovem Cayo Tenório. Porém, a tendência é que tenha espaço com o técnico Ricardo Sá Pinto, que conhece seu trabalho. Durante a entrevista, ele revelou que já conversou com o português.

- Eu conversei com o Ricardo uma ou duas vezes quando cheguei, mas nada profundo, pois eu tinha exames para fazer. Eu posso acrescentar ao Vasco minha característica no último terço. Sempre me destaquei nessa faixa do campo. Minhas características são de fazer o corredor pelo lado direito para servir os atacantes ou até mesmo eu fazer o gol - explicou.

- Minha expectativa é muito boa para essa segunda parte do Brasileiro. Espero junto com o Vasco fazer uma excelente campanha e buscar a parte de cima da tabela. Hoje brigamos numa zona desconfortável. A concorrência é super saudável. Nos times onde passei, sempre teve dois ou três laterais. A concorrência é levada para o campo. Se o jogador sente que tem um companheiro à altura isso cria um desconforto no sentido de ele saber que tem que dar o melhor. O Pikachu eu conheço e o menino eu tenho visto os jogos e percebi que é muito bom jogador - salientou.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Vasco volta a campo contra o Goiás, na Serrinha, domingo, às 20h30. O time tenta se recuperar na competição para deixar a zona de rebaixamento no duelo com o lanterna, fora de casa. Na quarta, o time encara o Caracas, na Venezuela, no jogo de volta da segunda fase da Copa Sul-Americana com a vantagem do empate.

Futebol