PUBLICIDADE
Topo

Santos

Conselho Deliberativo do Santos retira pauta e não discute sobre Robinho

Robinho, atacante do Santos - Divulgação
Robinho, atacante do Santos Imagem: Divulgação

21/10/2020 22h48

O Conselho Deliberativo do Santos retirou da reunião virtual realizada nesta quarta-feira (21) a pauta que analisaria a contratação do atacante Robinho, cujo contrato foi suspenso na última sexta-feira (16), por conta da condenação em primeira instância que o jogador é alvo desde 2017 na justiça italiana, devido a um crime de violência sexual ocorrido em 2013.

A ação foi solicitada pelo presidente Orlando Rollo e endossada por 90% dos conselheiros, que aguardarão os desdobramentos de segunda instância do processo contra o atacante. Enquanto isso, ele segue pertencendo ao Peixe em contrato com validade até março de 2021, mas com o vínculo congelado enquanto ele se defende do trânsito em julgado.

Em entrevista coletiva concedida por Rollo na tarde desta quarta-feira (21), o mandatário santista afirmou que caso o "Rei das Pedaladas" seja condenado também em segunda instância, o contrato será rescindido, ainda que ainda haja uma terceira e última instância na corte italiana.

O Alvinegro tem uma dívida de R$ 1,8 milhão com Robinho que ainda não foi negociada. A previsão é que durante a quarta passagem do jogador pelo Peixe houvesse uma facilitação para o parcelamento da pendência, no entanto, toda a situação envolvendo o atleta ficará sob o encargo do desenrolar judicial.

Santos