PUBLICIDADE
Topo

Marinho fala sobre recuperação de lesão, ansiedade para voltar a jogar e parceria ofensiva no Santos

07/07/2020 19h13

Se tem um jogador do Santos que está ansioso para que a bola volte a rolar no futebol brasileiro, é Marinho. Por mais que todos os atletas do Peixe estejam a mais de 100 dias sem jogar, o atacante pode acrescentar o dobro de tempo nessa conta.

Isso porque Marinho sofreu uma entrose no tornozelo esquerdo logo na primeira partida do ano, no empate em 0 a 0 contra o Red Bull Bragantino, pela primeira rodada do Paulistão, na Vila Belmiro, no longínquo dia 23 de janeiro, e estava em fase final de recuperação da lesão quanto as atividades foram suspensas, por conta da pandemia do novo coronavírus.

- Tive uma infelicidade muito grande de quebrar o pé logo no primeiro jogo do ano. E justamente quando estava próximo de voltar, aconteceu a parada (pandemia). Mas já saí do clube em março praticamente recuperado, então reinei bastante em casa para a aprimorar a parte física e não sentir tanta diferença neste retorno aos treinos - disse o camisa 11 ao site oficial do Peixe.

O jogador compara a ansiedade para a volta dos jogos oficiais como de "uma criança quando vê a bola rolando".

-Passou só uma semana, mas já estou tipo uma criança quando vê a bola rolando e já quer sair correndo com ela, Mas sabemos que precisamos ir aos porquinhos, pois ficamos muito tempo parados. Temos esse tempo para recuperar toda a condição e voltarmos com era antes - pontuou.

A volta do Marinho fará com que o técnico Jesualdo Ferreira tenha o trio "MSS" à disposição pela primeira vez desde que assumiu o clube, no dia 8 de janeiro. Um terço dos gols do Santos em 2019 saiu dos pés do trio ofensivo. Neste ano, Soteldo ficou fora dos quatro primeiros jogos, por defender a Seleção Venezuela no torneio pré-olímpico, enquanto Marinho ficou 11 jogos fora por lesão.

- Ano passado nós três fizemos grandes apresentações e conseguimos ajudar bastante a equipe - afirmou.

- Tenho certeza que, estando todos 100%, vamos voltar muito fortes quando os jogos começarem. Tá ligado que esse ataque é embaçado, né? - acrescentou de forma bem-humorada.

No Santos desde o ano passado, Marinho tem 29 jogos e um gol marcado com a camisa santista, sendo um dos jogadores do atual elenco mais identificados com a torcida.

Futebol