PUBLICIDADE
Topo

Presidente diz que Botafogo busca mais reforços no mercado da bola

Prefeito Marcelo Crivella recebe Nelson Mufarrej, presidente do Botafogo, em cerimônia no Palácio da Cidade - Vítor Silva/Botafogo
Prefeito Marcelo Crivella recebe Nelson Mufarrej, presidente do Botafogo, em cerimônia no Palácio da Cidade Imagem: Vítor Silva/Botafogo

01/04/2020 06h30

Clube do Rio de Janeiro que mais contratou jogadores na temporada, o Botafogo segue ativo no mercado da bola. Pelo menos é o que afirma Nelson Mufarrej, presidente do Alvinegro, que fechou com 12 jogadores em 2020. Em entrevista ao LANCE!, o dirigente afirmou que o Comitê Executivo de Futebol começou a cuidar das questões de renovações contratuais e, ao mesmo tempo, continua em busca de novos jogadores.

"Estamos em curso com processo de renovação de contrato de alguns atletas, e sim, acompanhando o mercado. A equipe de análise e desempenho tem realizado mapeamento em cima de nossas carências. É necessário equilíbrio para suprir os setores deficientes sem estourar o orçamento. Da mesma forma que ser o mais assertivo possível. Nossa margem para erros é mínima. Mas vale frisar que todas as ações do Comitê de Futebol nesse sentido sempre estarão em consonância com o pensamento de todos os envolvidos", afirmou.

Vale lembrar que três jogadores considerados titulares têm contrato se encerrando em dezembro de 2020: Marcelo Benevenuto, Marcinho e Caio Alexandre. Como Mufarrej afirmou, o Botafogo alinha detalhes para formalizar as negociações com ambos.

Comitê Executivo de Futebol

Grupo responsável por cuidar de todas as questões administrativas do clube de General Severiano e, ao mesmo tempo, descentralizar as responsabilidades em cima de apenas uma figura, o Comitê Executivo de Futebol foi elogiado por Nelson Mufarrej. O presidente analisou como positiva a entrada de Marco Agostini no elenco.

"Introduzir o Marco Agostini na função de vice-presidente de futebol tem sido muito importante. Agostini é o representante do Comitê no dia a dia, mostrando a presença da diretoria, acompanhando de perto a execução do trabalho e buscando resolver os problemas diretamente. As decisões maiores ou situações que fogem da normalidade ele leva para o Comitê definir em conjunto. Ele conviveu bastante com o nosso Espinosa nos seus últimos momentos. Aprendeu muito e tem usado as diretrizes deixadas pelo Mestre Valdir como legado. Tem dado certo", ponderou.

Além dos dois, mais quatro dirigentes fazem parte do Comitê Executivo de Futebol: Carlos Augusto Montenegro, Manoel Renha - ex-diretor geral das categorias de base do Alvinegro -, Ricardo Rotenberg - que também exerce a função de VP Geral e Marketing do clube - e Cláudio Good.

"Essa estrutura de colegiado é uma forma de manter todas as decisões em equilíbrio, sem impulsos, mas com fundamentos. O Montenegro soma com sua grande experiência e liderança, o Rotenberg e o Renha com seus profundos conhecimentos de futebol e negociação, e o Good na capacidade como gestor", analisou.

Mesmo sem encontros presenciais, o grupo responsável pelos negócios do Botafogo tem se reunido por meio de vídeo chamadas neste período de pandemia. Mufarrej afirmou que o trabalho de todos continua normalmente e que espera um Botafogo com bons resultados no retorno dos compromissos do futebol.

"As reuniões no Comitê de Futebol são semanais, onde fazemos um acompanhamento de planejamento. Mas as principais demandas são tratadas diariamente, sem horário. É notável o esforço coletivo. Quando tudo normalizar e considerando que as competições não sofram alterações, arrancar nesse final de Taça Rio e fazer um grande Carioca, Copa do Brasil e Brasileiro. Estamos trabalhando para isso", declarou.

Siga o UOL Esporte no

Botafogo