PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Ituano é último grande teste do Santos antes de 'provas de fogo'

Jesualdo Ferreira chega a sétima rodada do Campeonato Paulista, às 16h30, contra o Ituano, em Itu, com o trabalho questionado e pouco tempo restante para testes. Embora o aproveitamento do português a frente do Santos seja de 61,1%, com o Peixe líder do Grupo A e terceiro colocado geral no Paulistão, o desempenho da equipe tem deixado a desejar, o que foi admitido pelo próprio treinador após o empate sem gols contra a Ferroviária, no último domingo, pelo Estadual.

E o tempo para corrigir os problemas é curto, justamente porque o Alvinegro Praiano tem uma série de partidas importantes batendo à porta. A partir do próximo sábado, quando encara o clássico contra o Palmeiras, no Pacaembu (com mando do Santos), pela oitava rodada do Paulistão, o Santos terá uma série de sete partidas em 21 dias - média de um jogo a cada três dias.

Após o clássico, o Peixe ainda estreia pela Copa Libertadores, na Argentina, contra o Defensia y Justicia, no dia 3 de março. A maratona ainda contará com mais dois jogos pelo torneio continental, contra Delfin-EQU e Olimpia-PAR, ambos com mando santista - na Vila Belmiro e Pacaembu respectivamente.

Pelo Paulistão, serão mais três partidas, além do duelo diante o Palmeiras, sendo outro clássico, dessa vez contra o São Paulo, no Morumbi, no dia 14 de março. Mirassol (no Pacaembu) e Santos André (na Vila Belmiro) serão os outros compromissos santistas no Paulistão durante a sequência de jogos.

Por isso, o confronto diante o Ituano, neste sábado, é tão importante para Jesualdo Ferreira no Santos, pois, embora o time do interior seja uma pedra na chuteira santista em retrospecto recente, o adversário não vive um bom momento, com apenas uma vitória no Campeonato Paulista até o momento, carregando a lanterna do Grupo C. Portanto, o último ajuste na engrenagem alvinegra passa diretamente por esse compromisso.

Após o duelo contra o Galo de Itu, o Peixe terá mais uma semana livre para treinar e, assim, Comissão Técnica e elenco analisarão qual a melhor condição para que o Peixe 'comece pra valer a temporada 2020'.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado no segundo parágrafo, o Santos terá uma média de um jogo a cada três dias, e não de três jogos a cada dia. O texto foi corrigido.

Futebol