PUBLICIDADE
Topo

Flamengo de Jesus se aproxima de recorde do Palmeiras de Luxemburgo no BR

Jogadores do Flamengo comemoram gol contra a Chapecoense - Renato Padilha/AGIF
Jogadores do Flamengo comemoram gol contra a Chapecoense Imagem: Renato Padilha/AGIF

18/10/2019 09h55Atualizada em 13/02/2020 08h20

A diferença entre o Flamengo do início do Campeonato Brasileiro para o time que vem sendo comandado pelo técnico Jorge Jesus é gritante em diversos aspectos. Desde a chegada de reforços até a mudança no estilo de jogo. Tudo isso, porém, com uma alteração ainda mais brusca em relação aos resultados. Principalmente atuando fora de casa.

Se com Abel Braga no comando a equipe conseguiu apenas um empate e duas derrotas como visitante, com o português no banco são oito vitórias, um empate e apenas um insucesso. Já são sete triunfos consecutivos longe de seus domínios, a segunda maior sequência da história do Campeonato Brasileiro, segundo dados divulgados inicialmente pelo jornalista Rodolfo Rodrigues, da Placar, e confirmados pelo Lancepress!.

A maior série da história pertence ao Palmeiras de 1993/1994, bicampeão brasileiro sob a batuta do técnico Vanderlei Luxemburgo, hoje no Vasco. Com craques como Edmundo, Evair, Zinho, Roberto Carlos, o time alviverde emplacou 10 vitórias seguidas como visitante - oito em 93 e duas em 94. A série só foi freada por um empate em 1 a 1 com o Fluminense de Ézio e Djair.

Para superar a marca histórica, o Flamengo terá que vencer os seus quatro próximos confrontos fora de casa, que serão contra Goiás, Botafogo, Grêmio e o próprio Palmeiras, com quem disputa o título e a marca. Uma sequência que pode definir não só o recorde, mas com quem ficará a taça nacional.

SÉRIE DE VITÓRIAS DO FLAMENGO COMO VISITANTE EM 2019

- Vasco 1x4 Flamengo
- Ceará 0x3 Flamengo
- Avaí 0x3 Flamengo
- Cruzeiro 1x2 Flamengo
- Chapecoense 0x1 Flamengo
- Athletico-PR 0x2 Flamengo
- Fortaleza 1x2 Flamengo

SÉRIE DE VITÓRIAS DO PALMEIRAS COMO VISITANTE EM 93/94

- Fluminense 2x4 Palmeiras (93)
- Sport 1x2 Palmeiras (93)
- Vasco 0x1 Palmeiras (93)
- Atlético-MG 2x3 Palmeiras (93)
- Guarani 1x2 Palmeiras (93)
- Remo 1x2 Palmeiras (93)
- São Paulo 0x2 Palmeiras (93)
- Vitória 0x1 Palmeiras (93)
- Náutico 1x3 Palmeiras (94)
- Internacional 0x2 Palmeiras (94)

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que informou o terceiro parágrafo, Rivaldo não integrou o time no bicampeonato de 1993 e 1994. Ele chegou ao time apenas em 1994. A informação foi corrigida.

Flamengo