Topo

Futebol


Com 11 e com 10, São Paulo faz jogo para esquecer e perde série invicta

25/08/2019 18h09

O São Paulo reclama com razão da exagerada expulsão de Raniel, aos 35 minutos do primeiro tempo, mas a verdade é que o time de Cuca teve atuação bem abaixo de sua média mesmo enquanto esteve em igualdade numérica em São Januário. A merecida derrota por 2 a 0 para o Vasco quebrou uma série de cinco vitórias seguidas e fez o Tricolor perder a chance de ultrapassar o Santos, que empatou em casa com o Fortaleza.

O Tricolor não fez nada além de correr atrás do Vasco enquanto esteve com 11 homens em campo. A lentidão na saída de bola, muito em função da jornada pouco inspirada de Tchê Tchê e Liziero e da reduzida participação ofensiva dos laterais Juanfran e Léo, era o maior dos problemas.

A primeira oportunidade são-paulina, que foi praticamente a única ao longo de todo o jogo, só aconteceu aos 44 minutos do primeiro tempo, já sem Raniel. Antony fez jogada individual pela direita e acionou Daniel Alves, que deixou Everton em condição de finalizar para defesa não muito complicada de Fernando Miguel.

Armado com duas linhas de quatro e com Dani mais livre à frente, o Tricolor até esboçou sair para o jogo no início do segundo tempo, mas a saída de Antony, com o ombro esquerdo machucado, acabou com qualquer resquício de criatividade. O atacante foi substituído por Vitor Bueno aos 15 minutos, logo depois do ótimo Talles abrir o placar após cobrança de escanteio. A falha de marcação nesse lance, de Liziero e Juanfran, não tem relação com a desigualdade numérica, o que evidencia a jornada ruim do time.

Cuca ainda mexeu nas peças em busca do empate, sem efeito nenhum. Colocou Everton Felipe no lugar de Léo, passando Liziero para a lateral esquerda, Daniel Alves para fazer dupla com Tchê Tchê no meio de campo e Vitor Bueno para o comando de ataque, com Everton e Everton Felipe pelos lados. Além de não criar, o São Paulo ainda tomou o segundo, com Fellipe Bastos, em um vacilo generalizado da defesa aos 37 minutos do segundo tempo.

O São Paulo agora volta a campo no sábado que vem, às 11h, contra o Grêmio, no Morumbi. Fica a expectativa pelos retornos de Pablo e Pato, que podem melhorar bastante a equipe.

Mais Futebol