Topo

Futebol


Estrutura de Copa do Mundo, público de estadual em Uruguai x Equador

16/06/2019 23h04

O jogo Uruguai 4 x 0 Equador, gols de Lodeiro, aos 5min, Cavani, 32, e Suárez, aos 43min do 1ºT e Mina (contra), aos 34min do 2ºT, presenteou o público presente no Mineirão neste domingo, 16 de junho com uma partida boa de se acompanhar pela primeira rodada do Grupo C da Copa América.

O torcedor e os profissionais que foram para o Gigante da Pampulha, com o duelo se iniciando às 19h, não teve qualquer dificuldade de acesso ao estádio, apesar do grande aparato de segurança montado para o evento em Belo Horizonte.

Havia policiamento em grande volume, orientação farta da organização para entrar no estádio, revista com raio-x e até reconhecimento facial. Se viessem 50 mil pessoas, a sede mineira estaria pronta. Mas, os presentes foram de apenas 13.611 torcedores pagantes para uma renda de R$ 1.534.535.

Os ingressos partindo de R$ 120 indo até mais de 400 reais, afastaram o público mineiro do Mineirão, que também não deve ter curtido o horário: 19h de um domingo, sem nenhum clube a capital jogando, não mobilizou o torcedor, nem ao mesmo nos bares e restaurantes da terra do boteco.

A única explicação para uma renda deste porte foi o alto valor, ou a venda antecipada que não se converteu em presença física, como ocorreu na estreia do Brasil contra a Bolívia, na última sexta-feira, 14 de junho.

Para o próximo jogo, dos cinco previstos em BH, Argentina e Paraguai, o mais atraente da fase de grupos da Copa América em Minas, a previsão de público será melhor, mesmo com o ingresso proibitivo, pois os hermanos perderam na estreia para a Colômbia e Messi será o centro das atenções para dar a volta por cima e não dar adeus à competição de forma forma precoce.

A Copa América não conseguiu seduzir a sede mineira da competição, que demonstrou ter força de rendas fabulosas, mas públicos de Estadual em fase inicial, quando o torcedor fica com preguiça de ir ao campo.

Futebol