Topo

Série B - 2023

Chapecoense empata no final contra o Sport e deixa a zona de rebaixamento da Série B

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

27/06/2023 21h05

Classificação e Jogos

A Chapecoense finalmente conseguiu deixar a zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro nesta terça-feira, quando empatou com o Sport em 1 a 1. Na Arena Condá, os visitantes abriram o placar com Fábio Matheus, mas a equipe catarinense conseguiu deixar tudo igual na reta final do segundo tempo, com um gol de Bruno Nazário.

A Chapecoense chegou a 12 pontos e assumiu a 15ª colocação com o empate. Os catarinenses, que chegaram a sua oitava partida sem vencer na Série B, dependem dos resultados de Avaí, Ponte Preta e Londrina para não voltarem para o Z4 até o final da rodada. A equipe volta a campo na sexta-feira para enfrentar a Tombense fora de casa.

O empate deixou o Sport com 28 pontos, o que os mantém na vice-liderança. A permanência dos pernambucanos na segunda colocação, porém, depende dos outros resultados da 14ª rodada. O próximo desafio do Leão da Ilha será no domingo, contra o Ceará, em casa. A partida será uma revanche da final da Copa do Nordeste, vencida pelo Vozão.

O primeiro gol do jogo saiu na reta final do primeiro tempo, aos 39 minutos, do Sport. Pela esquerda, Igor Cariús encontrou Fábio Matheus no meio. O volante carregou a bola na entrada da área com personalidade e soltou o pé no canto esquerdo de João Paulo. O goleiro caiu para tentar a defesa, mas não alcançou e o placar foi aberto.

Logo no início do segundo tempo, o Sport quase ampliou em um desvio de Sabino após cobrança de escanteio, mas a bola explodiu na trave. Aos 4 minutos, Gustavo Canozzati, da Chapecoense, caiu dentro da área em dividida com Eduardo e um pênalti foi assinalado. O VAR entrou em ação e, depois da checagem do árbitro, a penalidade máxima foi anulada.

O empate da Chapecoense saiu na reta final da segunda etapa, aos 44 minutos. Maxwell recebeu na direita e partiu para cima da defesa do Sport. Depois de deixar um marcador para trás, o camisa 11 tocou para Bruno Nazário. O atacante ajeitou e soltou uma bomba no canto direito.