PUBLICIDADE
Topo

Santos

Sem Pedro Rocha e Yony González, Santos procura um ponta no mercado

Fernando Diniz no comando do treino do Santos  - Ivan Storti/Santos FC
Fernando Diniz no comando do treino do Santos Imagem: Ivan Storti/Santos FC

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

20/08/2021 06h00

À procura de um ponta, o Santos tentou a contratação do atacante Pedro Rocha a pedido do técnico Fernando Diniz. A negociação não avançou e o destino foi o Athletico-PR .

O Furacão trouxe Pedro Rocha por empréstimo até julho de 2022. O clube paranaense aceitou pagar uma quantia pela liberação, honrar com a maior parte dos salários e estipular uma cláusula de obrigação de compra de R$ 33 milhões se o atleta disputar 60% dos jogos da equipe durante o contrato.

As condições não animaram o Peixe, principalmente por causa da cláusula de compra. Yony González, do Ceará, também foi descartado.

O Santos contratou o meia Augusto e o centroavante Léo Baptistão nessa semana e negocia as chegadas do zagueiro Emiliano Velázquez e do atacante Diego Tardelli.

Aos 36 anos, Tardelli foi novamente oferecido ao Peixe e desta vez sinalizou positivamente para um contrato de produtividade, curto, com salário baixo e metas por marcas alcançadas. Se aceitar as condições do Alvinegro, pode ser um reforço. Sem a mesma força física de antes, atuaria como meia ou centroavante com Diniz.

Nomes oferecidos

O Santos recebeu várias sugestões e entre elas está a de Billy Arce, atacante emprestado pelo Brighton (ING) para a LDU (EQU) até dezembro.

O jogador de 23 anos não está nos planos da LDU em função de atos de indisciplina e quer jogar no Peixe, principalmente por ter Neymar como ídolo.

Os agentes ofereceram Billy ao Santos e afirmaram que conseguem um novo empréstimo. Até o momento, porém, o Peixe não respondeu. Arce foi negociado pelo Independiente Del Valle ao Brighton em 2018 e desde então atuou por empréstimo no Extremadura (ESP), Emelec, Barcelona e LDU.

Santos