PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Cauê lembra da família e quer mais pelo Corinthians: "É só o começo"

Cauê em ação pelo Corinthians contra o Sport Huancayo-PER, pela Sul-Americana -  Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Cauê em ação pelo Corinthians contra o Sport Huancayo-PER, pela Sul-Americana Imagem: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

07/05/2021 09h00

Classificação e Jogos

Cauê tem apenas 18 anos. Nessa quinta-feira, pela primeira vez, ele foi titular do Corinthians em uma partida fora do Brasil. A inexperiência, no entanto, não intimidou o centroavante, que jogou bem, marcou um gol e ajudou a equipe a vencer o Huancayo, em Lima, por 3 a 0.

"É a realização de um sonho para mim. Marcar meu segundo gol pelo profissional do Corinthians e o primeiro em competições internacionais é marcante para mim e para minha família. Eu só sonhava com isso há um ano atrás. É tudo muito novo. Ainda é meu primeiro ano na equipe principal do Corinthians. Isso é só o começo. Que venham os próximos".

A partir do clássico com o São Paulo, Vagner Mancini decidiu optar por Cauê na vaga de Jô. O time deu a resposta esperada e o treinador já avisou que vai dar sequência a essa formação.

A tabela, no entanto, vai forçar o revezamento. O Corinthians tem pela frente o Novorizontino no domingo, deve receber a Inter de Limeira na terça e visitará o Peñarol na quinta.

"O fato da idade e por ter atuado menos em 2020 pode ajudar. Quero ajudar ao máximo e entendendo esse momento que passamos", explicou Cauê, agora com dois gols na conta (fez o primeiro contra o Guarani) e cheio de disposição para entrar em campo.

Contrato

O Corinthians detém 40% dos direitos econômicos do atleta. A compra foi feita em 2019, junto ao Novorizontino.

A Gazeta Esportiva apurou também que o Tigre, além de manter 60%, apenas emprestou o jogador ao Timão na ocasião. O atual vínculo do clube do interior com Cauê vai até novembro de 2023.

O contrato de empréstimo do Corinthians expira em março de 2022. E, por ora, não há nem opção de compra nem prioridade estabelecidas.

Corinthians