PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Corinthians pode igualar jejum que culminou em demissão de Carille

Mancini trabalha junto com a diretoria para definir as dispensas do Corinthians o mais breve possível  - Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians
Mancini trabalha junto com a diretoria para definir as dispensas do Corinthians o mais breve possível Imagem: Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

04/03/2021 06h00

O Corinthians não vence desde o dia 3 de fevereiro, quando superou o Ceará por 2 a 1, na Neo Química Arena, pelo Brasileirão 2020. De lá para cá, o Timão somou cinco pontos de 21 possíveis. Foram cinco empates (contra Athletico, Vasco, Inter, Bragantino e Palmeiras) e duas derrotas (para Flamengo e Santos).

O Corinthians não vive uma série negativa assim desde a temporada 2019, quando ficou oito jogos seguidos sem sair de campo com os três pontos. À época, o então presidente Andrés Sanchez chegou a dizer que "um time como o Corinthians não pode ficar tanto tempo sem ganhar".

Fábio Carille acabou demitido e a equipe quebrou a sequência negativa com uma vitória no jogo seguinte. A oportunidade que Vagner Mancini terá de não se igualar ao time que era treinador por Carille será contra a Ponte Preta, de novo em Itaquera, no próximo domingo (7), às 11 horas, pela terceira rodada do Campeonato Paulista.

A atual sequência é a pior do Timão sob o comando de seu atual treinador. O Corinthians, que chegou a curtir sete jogos de invencibilidade, tem apenas uma vitória nos últimos 10 compromissos.

Na última quarta-feira (3), a equipe voltou a marcar gol depois de quatro partidas. Em compensação, também sofreu gol, algo que não acontecia há três confrontos.

Corinthians