Ex-colega de Haaland, André Ramalho conta como ele 'explodiu' na Áustria

Em entrevista ao De Primeira, o zagueiro André Ramalho, hoje no PSV, contou como foi a "explosão" do cometa Haaland no futebol austríaco. O brasileiro jogou com ele no Red Bull Salzburg, onde o norueguês começou a fazer sucesso antes de conquistar a Europa.

André Ramalho também exaltou a boa campanha do PSV na Champions League e admitiu ser comparado ao zagueiro brasileiro Alex na Holanda. Ele ainda explicou a importância da "escola" no Red Bull Bragantino para chegar ao futebol europeu.

'Haaland teve um início avassalador, era gol atrás de gol': 'Eu peguei o início total do Haaland, ele veio para o Red Bull Salzburg, era super jovem, era mais um dos tantos talentos que a Red Bull lapidou. Ele ficou um ano só, nos primeiros seis meses, não jogava, a gente tava com um time muito bom, foi para a semifinal da Liga Europa, o nosso 9 fazia muito gol, tanto que foi transferido depois para o Sevilla e o Haaland estava chegando, se adaptando, não jogou nesses primeiros seis meses. Porém, chegou o meio do ano, o atacante foi transferido e a chance caiu no colo dele, ele era o sucessor, e aí foi aquele início avassalador. Todo mundo viu, jogo após jogo fazendo gol, primeiro gol da história do Salzburg na Champions League, ele fez o hat-trick no primeiro tempo já, e aí tudo começou, era gol atrás de gol".

'Na primeira chance, ele já mostrou sua qualidade e potencial': "Com o faro de gol, a qualidade e a calma que ele tem na hora de fazer gol, ele foi mostrando isso até pra nós, a gente via a qualidade que ele tinha, mas em treinamento e poucos jogos é difícil você constatar, treinamento é muito diferente de jogo, a gente precisava ver isso nos jogos oficiais. Na primeira chance que ele teve, já começou a mostrar a capacidade e o potencial dele, o faro que ele tinha, jogo após jogo fazendo gol. Não durou muito, chegou em dezembro, no inverno, é pouco tradicional essas transferências no Red Bull, mas ele já foi transferido para o Dortmund".

'Não é acidente, Haaland é muito profissional e tem cabeça boa': "Vinha sempre aquela questão, será que ele vai conseguir se provar em outro lugar, num nível mais alto como era o Dortmund? A gente via que ele tinha condição, sem dúvida, porém ele já mostrou de imediato no Dortmund e agora no City o quão diferenciado ele é no que se trata de fazer gol. Não é nenhum acidente ele fazer tanto sucesso, ele é extremamente profissional, focado, tem uma cabeça muito boa, é um menino super bom. Merece o que está vivendo porque tem qualidade e tem cabeça para isso".

Assista ao De Primeira na íntegra

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes