Quem é a joia argentina que marcou três e eliminou o Brasil no sub-17

O meia-atacante Claudio Echeverri marcou os três gols na vitória da Argentina sobre o Brasil, hoje (24), pelas quartas de final da Copa do Mundo Sub-17.

A joia argentina chamou a atenção da mídia internacional depois da grande atuação que eliminou a seleção brasileira do torneio.

Quem é Echeverri

Claudio Jeremías Echeverri, conhecido desde a infância como "Diablito", tem 17 anos e seu apelido foi inspirado no ex-jogador boliviano Marco Antonio "El Diablo" Etcheverry.

Echeverri iniciou sua jornada em times de seu próprio bairro, Resistencia — localizado a mais de 900 quilômetros de Buenos Aires.

Aos 10 anos, ele foi procurado pelo River Plate, seu clube de coração, e passou a integrar a base do clube da capital argentina. Fez sua estreia profissional em junho deste ano.

O jovem logo caiu nas graças da comissão técnica e assinou contrato profissional com River até 2025, com uma multa rescisória de 25 milhões de euros (aproximadamente R$ 134 milhões).

Echeverri assumiu a faixa de capitão e a camisa 10 da seleção argentina sub-17, dada sua semelhança aos estilos de Messi e Maradona, destacando-se pela técnica, drible e finalização apurada.

Lionel Messi e Claudio Echeverri durante treino da Argentina profissional com o sub-17
Lionel Messi e Claudio Echeverri durante treino da Argentina profissional com o sub-17 Imagem: Divulgação/Instagram

Continua após a publicidade

O habilidoso meia marcou cinco gols e deu uma assistência em cinco jogos neste Mundial, disputado na Indonésia — ele divide a artilharia do torneio com seu companheiro Agustín Ruberto. Seu próximo compromisso na Copa será contra a Alemanha, pelas semis.

O Diablito vem despertando o interesse de clubes europeus, após a "atuação de cinema" contra a seleção brasileira.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes